anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Atletas do Atletismo de Peixoto de Azevedo conquistam medalhas em Cuiabá

Atletas do Atletismo de Peixoto de Azevedo conquistam medalhas em Cuiabá

access_time28/05/2019 08:15

Os atletas do atletismo peixotense estiveram presentes mais uma vez em Cuiabá para participar de um

Após atingir Bahamas, furacão Dorian segue em direção à costa dos EUA

Após atingir Bahamas, furacão Dorian segue em direção à costa dos EUA

access_time02/09/2019 09:57

Após atingir as Bahamas com ventos de quase 300 km/h e provocando chuvas torrenciais, o furacão Dori

Governador de MT testa positivo para coronavírus e fica em isolamento em casa

Governador de MT testa positivo para coronavírus e fica em isolamento em casa

access_time04/06/2020 09:03

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), foi diagnosticado com o coronavírus (Covid-19). O r

Jovem é presa suspeita de planejar morte do marido com a ajuda do ex para receber seguro em MT
Thaynara Carolyne Delneiro de Moraes, de 21 anos, foi presa e negou o crime — Foto: Facebook/Reprodução

Jovem é presa suspeita de planejar morte do marido com a ajuda do ex para receber seguro em MT

Gerente de empresa foi morto em março deste ano em Sorriso. Investigações apontam que o crime teve motivação passional e a viúva seria beneficiada com o seguro da vítima e outros patrimônios

access_time20/08/2019 12:09

Dois jovens foram presos na manhã desta terça-feira (20) suspeitos de envolvimento na morte de Mário Felipe Gualberto Abreu, de 28 anos, assassinado a tiros na frente de casa quando chegava do trabalho, em Sorriso.

O crime ocorreu no dia 22 de março deste ano.

De acordo com a Polícia Civil, foram presos Thaynara Carolyne Delneiro de Moraes, de 21 anos, e Sidnei Vicente Verginio, de 26 anos. Thaynara era casada com Mário e é ex-mulher de Sidnei.

Segundo o delegado Nilson Farias, os dois negam o crime.

Mário Felipe Gualberto Abreu, de 28 anos, foi morto a tiros em Sorriso — Foto: Facebook/Reprodução
Mário Felipe Gualberto Abreu, de 28 anos, foi morto a tiros em Sorriso — Foto: Facebook/Reprodução


No entanto, as investigações apontam que o crime teve motivação passional e a viúva seria beneficiada com o seguro da vítima e bens patrimoniais do jovem.

O ex-marido dela, de acordo com a Polícia Civil, teria planejado e executado o assassinato da vítima.

A suspeita é que Thaynara, mesmo casada, continuava se relacionando com o ex-marido.

“Ela foi beneficiada financeiramente. As investigações apontam que havia ainda um relacionamento entre a mulher e ex-marido”, comentou.

Sidnei Vicente Verginio, de 26 anos, planejou e executou o crime em Sorriso — Foto: Arquivo pessoal
Sidnei Vicente Verginio, de 26 anos, planejou e executou o crime em Sorriso — Foto: Arquivo pessoal


Sidnei teria feito ameaças ao jovem e dado um 'prazo' de 24 horas para que o marido deixasse Thaynara.

“Ele [Sidnei] achava que ela ainda era dele. A esposa tentou, por diversas vezes, atrapalhar as investigações, inclusive pediu para outras pessoas fazerem denúncias anônimas para atrapalhar a polícia”, completou o delegado.

Mário era gerente de uma empresa e tinha um seguro de vida e patrimônio.

Com a morte do marido, a viúva seria beneficiada com o recebimento do seguro. Depois da morte, Thaynara teria insistido em colocar o nome dela em documentos para poder receber o seguro.





Por: Por Lívia Kriukas e Alessandro Gomes, Centro América FM e TV Centro América

Outras notícias

Comentários