ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é internado em Brasília

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é internado em Brasília

access_time28/08/2019 08:52

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, de 44 anos, foi internado no Hospital das Forças Armada

Falta de justificativa por não votar impede expedição de documentos

Falta de justificativa por não votar impede expedição de documentos

access_time25/11/2020 09:15

O cidadão que não votar neste domingo (29), no segundo turno das eleições municipais, deverá justifi

Ministro do Trabalho visita MT para lançar programa de qualificação profissional a desempregados

Ministro do Trabalho visita MT para lançar programa de qualificação profissional a desempregados

access_time07/03/2022 09:38

O ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, está em Mato Grosso nesta segunda-feira (7) pa

Justiça autoriza recuperação de transportadora em MT que deve R$ 10,3 milhões

Justiça autoriza recuperação de transportadora em MT que deve R$ 10,3 milhões

access_time12/06/2020 08:30

O juízo da 4ª Vara Cível de Rondonópolis autorizou o processamento da recuperação judicial da RodoBR Transportes­ – empresa que tem sede no município, e que acumula dívidas de R$ 10,3 milhões. O despacho informando o benefício foi publicado na última terça-feira (8).

Com a medida, e segundo disciplina a lei que regula a matéria (nº 11.101/2005), a empresa possui 60 dias para apresentar seu plano de recuperação e a estimativa de tempo necessária para pagar seus credores - além de se beneficiar com a suspensão por 180 dias de ações de execução (ordens judiciais de pagamento contra a empresa).

De acordo com informações do processo, a organização alega que prestava serviços de transporte de commodities para a maior empresa de fabricação e comércio de alimentos da China, a estatal Cofco. Fundada em 2016, a RodoBR conseguiu lugar de destaque no setor em razão da demanda da multinacional.

“O estímulo inicial a pretensão de empreender, se deu diante da necessidade de atendimento de uma grande multinacional (COFCO) que ampliava as operações na presente comarca, da qual o sócio da Requerente detinha proximidade diante dos excelentes serviços prestados a mesma em outras ocasiões. E assim a atividade nasceu e se fortaleceu, atendendo a multinacional em questão, desenvolvendo satisfatoriamente durante mais de 3 anos, onde a prestação de serviço em questão representava 90% do faturamento”, dizem os autos.

A multinacional, porém, passa por um processo de auditoria na operação que realiza no Brasil – o que fez, inclusive, que dois executivos brasileiros da organização chinesa fossem afastados em 2019. A demanda por serviços deixou de existir, fazendo com que a RodoBR perdesse quase todo o seu faturamento.

“Acontece que em meados do mês de abril do ano de 2019 até dezembro do mesmo ano, a empresa multinacional que era responsável por 90% do faturamento da Requerente, passou por problemas internos, (narrados como auditoria), o que levou o congelamento e o retardamento dos pagamentos referentes a prestação de serviços já realizados e o congelamento da prestação continuada que representava quase a totalidade do faturamento mensal”, reclama a organização.

Após a apresentação do plano de recuperação, os credores podem aceitar, rejeitar ou modificar a proposta. Se não houver acordo a Justiça decreta a falência da organização, e bloqueia seus bens como forma de garantir o saldo das dívidas.





Por:

Outras notícias

Comentários