Spigreen
Notícias recentes
Grêmio e Palmeiras iniciam duelo de técnicos gaúchos nas quartas da Libertadores

Grêmio e Palmeiras iniciam duelo de técnicos gaúchos nas quartas da Libertadores

access_time20/08/2019 15:31

Os dois times brasileiros de melhor campanha na última Copa Libertadores e colecionadores de títulos

Acordo entre Anatel e operadoras para combater o vírus

Acordo entre Anatel e operadoras para combater o vírus

access_time06/04/2020 19:25

Diante de um cenário cada mais evidente de isolamento, não sabemos quando nossos filhos vão consegui

Presos por tráfico de drogas ocupam mais da metade das vagas do sistema prisional

Presos por tráfico de drogas ocupam mais da metade das vagas do sistema prisional

access_time09/03/2020 15:51

De um total de 13.058 presos em Mato Grosso entre janeiro e junho de 2019, 455 foram para a prisão p

Justiça suspende festa de casamento a pedido do MP

Justiça suspende festa de casamento a pedido do MP

access_time22/06/2020 11:29

A Justiça acolheu pedido liminar efetuado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso e determinou a suspensão de uma festa de casamento, prevista para este sábado (20), às 19h, no município de Novo Mundo. O descumprimento da decisão judicial sujeitará o casal ao pagamento de multa no valor de R$ 50 mil.

De acordo com a liminar, a realização do evento depende da aprovação formal de um plano de contingência pela Prefeitura Municipal e fiscalizado pelas autoridades de Vigilância Sanitária, a fim de evitar a aglomeração de pessoas. O magistrado determina, inclusive, que seja requisitado o apoio da Polícia Militar para o cumprimento da decisão.

Conforme consta na ação, a realização de festa com aglomeração de pessoas contraria os Decretos Municipais 054/2020 e 034/2020 e às recomendações das autoridades de saúde que visam combater o novo coronavírus. O evento festivo, conforme convite enviado aos familiares e amigos do casal, aconteceria em um sítio próximo à cidade.

Segundo o MPMT, os pais do casal foram notificados pela Vigilância Sanitária sobre a proibição de ato de aglomeração em decorrência da pandemia de Covid-19. No entanto, com receio de que a recomendação não seja obedecida, o órgão informou a Promotoria de Justiça sobre a situação.

“Visando proteger a proteger vida e a saúde das pessoas, afigura-se necessária a célere prestação de tutela jurisdicional para compelir os demandados a se absterem de realizar o mencionado evento festivo, a fim de evitar quaisquer tipos de aglomerações”, ressaltou o promotor de Justiça, Marcelo Mantovanni Beato, na ação.





Por: Clênia Goreth / Assessoria

Outras notícias

Comentários