Banner Outras
Notícias recentes
Agentes apreendem 31 celulares, 50 chips e drogas em penitenciária em MT

Agentes apreendem 31 celulares, 50 chips e drogas em penitenciária em MT

access_time24/10/2019 11:33

Durante ações de revistas, agentes penitenciários apreenderam 31 aparelhos celulares, 50 chips, uma

Novo cadastro deverá facilitar processo de adoção no país

Novo cadastro deverá facilitar processo de adoção no país

access_time21/08/2018 07:57

A corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) apresentou hoje (20) uma nova versão do Cadastr

Mais de 60 tartarugas são libertadas por policiais que flagraram barco com animais em MT

Mais de 60 tartarugas são libertadas por policiais que flagraram barco com animais em MT

access_time13/09/2019 15:22

Mais de 60 tartarugas que estavam em um barco foram libertadas na manhã desta sexta-feira (13) em Sã

Legumes e milho registram alta de até 40% nos primeiros dias de janeiro em MT
Preço da uva niagara, ao contrário de outros itens, reduziu 20%. — Foto: Assessoria Seaf

Legumes e milho registram alta de até 40% nos primeiros dias de janeiro em MT

A vagem figura com alta de 40%, subindo de R$ 50 para R$ 70 a caixa com 12kg. Já o milho de pipoca passou de R$ 38 para R$ 52 a saca com 50kg

access_time24/01/2020 16:15

Após períodos consecutivos de estagnação nos preços, o setor de hortifrúti começa a dar sinal de que pode voltar a pesar no bolso do consumidor neste início de ano. De acordo com levantamento realizado pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), o maxixe, a vagem, o milho verde e o milho de pipoca tiveram alta no custo direto ao mercado atacadista nesta semana.

A vagem e o milho de pipoca foram os grandes puxadores da alta de preços no período analisado. O legume figura com alta de 40%, subindo de R$ 50 para R$ 70 a caixa com 12kg. Já o milho de pipoca, denominado milho amarelo, passou de R$ 38 para R$ 52 a saca com 50kg, representando uma alta de 37% em apenas uma semana.

O maxixe e o milho verde, esse muito usado na culinária na fabricação de pamonha, bolos e curau, aumentaram 20%. Os dois na semana passada custavam R$ 50. Já nesta semana passou a valer R$ 70 a caixa com 16kg de maxixe, e 45kg de milho verde.

Segundo o engenheiro agrônomo da Seaf, Luiz Henrique Carvalho, variação da oferta e dos preços de verduras, legumes e frutas é sazonal.

Redução

Em contrapartida, foi registrado queda nos preços do quiabo, do abacate e da uva niagara. Todos eles tiveram os valores reduzidos em 20% no período de cotação. A caixa de 7kg de uva custava R$ 60 há sete dias, e hoje está sendo vendida a R$ 48. Já o abacate era vendido a R$ 100 a caixa com 18kg, passando a custar R$ 80. Por último o quiabo está ao preço de R$ 40 a caixa com 14kg. Na semana passada essa mesma quantidade era de R$ 50.

Cotação
A cotação de preços dos principais produtos da agricultura familiar é realizada semanalmente, toda terça-feira, a partir das 5 horas, por técnicos da Seaf, Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e Prefeitura de Cuiabá. A pesquisa de preço leva em conta o preço mínimo, mais comum, e o preço máximo dos produtos encontrados nas barracas em três horários distintos durante o período matutino.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários