Spigreen
Notícias recentes
'Crime impossível', diz polícia sobre mulher que insistiu em retirar prêmio da Mega-Sena com bilhete falsificado

'Crime impossível', diz polícia sobre mulher que insistiu em retirar prêmio da Mega-Sena com bilhete falsificado

access_time16/08/2019 11:13

A Polícia Civil de Mato Grosso chamou de 'crime impossível' a tentativa de uma jovem de 22 anos de r

Toffoli revoga decisão de acessar dados sigilosos de 600 mil contribuintes

Toffoli revoga decisão de acessar dados sigilosos de 600 mil contribuintes

access_time18/11/2019 21:54

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, decidiu na noite desta segunda-feira (

Confiança da indústria atinge maior valor desde março de 2018

Confiança da indústria atinge maior valor desde março de 2018

access_time29/01/2020 10:46

O Índice de Confiança da Indústria, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve alta de 1,5 pont

Líder indígena, cacique Raoni é internado com Covid-19 em Mato Grosso
Cacique Raoni está com Covid-19 — Foto: Divulgação/Assessoria

Líder indígena, cacique Raoni é internado com Covid-19 em Mato Grosso

Em nota, o Instituto Raoni informou sobre a internação nesta segunda-feira (31)

access_time31/08/2020 10:41

O cacique Raoni Metuktire, de 89 anos, líder da etnia Kayapó, está internado em um hospital de Sinop, a 503 km de Cuiabá, com coronavírus (Covid-19). Raoni é conhecido internacionalmente pela defesa dos direitos dos povos indígenas.

Em nota, o Instituto Raoni informou sobre a internação nesta segunda-feira (31). No mês de julho o cacique ficou internado por nove dias para tratar infecções no intestino.

A equipe médica do Hospital Dois Pinheiros confirmou que o Cacique teve Covid-19 e que exames mostram presença de anticorpos.

A pedido da família, somente foi divulgado que, caso o quadro permaneça estável, o Cacique Raoni terá alta em breve.

Ainda conforme o instituto, a idade inspira cuidados e o Cacique Raoni seguirá com assistência médica até ficar completamente recuperado.

Outra internação
Raoni Metuktire foi internado em um hospital de Colíder, no dia 16 de julho após passar mal. Já no dia 18 do mesmo mês ele foi transferido de avião para Sinop após complicações gastrointestinais e desidratação.

Segundo a direção do Instituto Raoni, o cacique apresentou um quadro depressivo após a morte da mulher dele, Bekwyjkà Metuktire, no dia 23 de junho, há um mês. Ela tinha diabetes e sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Ele recebeu alta médica nove dias depois.

Histórico
O líder indígena é reconhecido internacionalmente pela luta que articula pelos povos indígenas. Em 1989, ele teve um encontro histórico com o cantor Sting durante o I Encontro dos Povos Indígenas do Xingu, em Altamira (PA).

Os dois se reencontraram em 2009 na cidade de São Paulo para conversar sobre a construção da Usina de Belo Monte.

Em novembro de 2012, Raoni foi recebido pelo presidente da França, François Hollande, no Palácio do Eliseu. Na ocasião, o cacique pedia a preservação da Amazônia e dos povos que vivem na região.

No ano passado, Raoni foi chamado pelo presidente Jair Bolsonaro de "peça de manobra" usada por governos estrangeiros para "avançar seus interesses na Amazônia".

A declaração ocorreu após o cacique se encontrar com o presidente da França, Emmanuel Macron, em busca de apoio para a defesa da Amazônia.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários