ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Câmeras em sala de aula podem levar a um 'comportamento paranoico', diz psicóloga

Câmeras em sala de aula podem levar a um 'comportamento paranoico', diz psicóloga

access_time23/04/2022 06:18

Muito utilizadas durante as aulas online durante a pandemia de Covid-19, as câmeras seguem nas salas

Avião pilotado por italiano é apreendido com R$ 4,6 milhões em malas de dinheiro em MT

Avião pilotado por italiano é apreendido com R$ 4,6 milhões em malas de dinheiro em MT

access_time01/07/2019 11:39

Um avião com R$ 4,6 milhões em malas de dinheiro foi apreendido nesse domingo (30) em um aeroporto n

Peixoto de Azevedo realizou desfile cívico de Sete de Setembro com grande presença da população

Peixoto de Azevedo realizou desfile cívico de Sete de Setembro com grande presença da população

access_time08/09/2018 08:58

A Prefeitura Municipal de Peixoto de Azevedo, através da Secretaria de Educação, Assistência Social,

Líder supremo do Irã diz que EUA serão expulsos do Iraque e da Síria
© Agência Ansa Brasil/EPA/Direitos Reservados

Líder supremo do Irã diz que EUA serão expulsos do Iraque e da Síria

Ali Khamenei reairmou a exigência de que americanos sejam retirados

access_time18/05/2020 09:45

Os norte-americanos serão expulsos do Iraque e da Síria, disse o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, nesse domingo (17), reafirmando a exigência iraniana de que as tropas dos Estados Unidos (EUA) sejam retiradas do Oriente Médio.

O Irã quase entrou em um conflito de fato com os EUA quando um drone norte-americano matou o destacado comandante militar iraniano Qassem Soleimani em Bagdá, no dia 3 de janeiro, o que levou Teerã a retaliar com uma saraivada de mísseis contra uma base dos EUA no Iraque dias depois.

Khamenei disse que as ações dos norte-americanos no Afeganistão, no Iraque e na Síria os tornou odiados, de acordo com a transcrição de um discurso a estudantes publicada em seu site.

"Os norte-americanos não continuarão no Iraque e na Síria e serão expulsos", afirmou Khamenei.

No mês passado, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que instruiu a Marinha a disparar contra qualquer navio iraniano que a assedie no mar, mas mais tarde afirmou que não está alterando as regras de combate dos militares.

Após o comunicado de Trump, o chefe da Guarda Revolucionária do Irã, general Hossein Salami, disse que seu país destruirá navios de guerra norte-americanos se sua segurança no Golfo Pérsico for ameaçada.





Por: Babak Dehghanpisheh - Repórter da Reuters - Teerã

Outras notícias

Comentários