Banner Outras
Notícias recentes
Celebrar o Natal também é ajudar quem não tem o que comer

Celebrar o Natal também é ajudar quem não tem o que comer

access_time03/12/2018 11:02

Além de todo o trabalho socioeducacional realizado diariamente em favor de milhares de crianças, ado

Campanha é antecipada e postos de MT devem começar vacinação contra a gripe no dia 10 de abril

Campanha é antecipada e postos de MT devem começar vacinação contra a gripe no dia 10 de abril

access_time28/03/2019 12:03

A campanha de vacinação contra a gripe foi antecipada pelo Ministério da Saúde para o dia 10 de abri

Presos engolem celulares para evitar apreensão de aparelhos durante revista em MT

Presos engolem celulares para evitar apreensão de aparelhos durante revista em MT

access_time09/05/2019 10:03

Dois detentos da Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira, em Sinop, a 503 km de Cuiabá,

Lista do Não me Perturbe já tem mais de 600 mil pessoas
MARCELLO CASAL JR

Lista do Não me Perturbe já tem mais de 600 mil pessoas

Podem se cadastrar no site os que rejeitam chamadas de telemarketing

access_time17/07/2019 07:56

O site Não me Perturbe  já teve 620 mil pessoas cadastradas no primeiro dia no ar. A iniciativa é das operadoras de telecomunicações e atende a uma determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O site é um canal no qual podem se cadastrar pessoas que não desejam mais receber chamadas de telemarketing de serviços de telefonia, dados e de TV paga. 

O balanço preliminar foi divulgado pela Anatel em reunião com representantes das companhias do setor e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), nesta terça-feira (16). 

As pessoas que não desejarem receber esse tipo de chamada podem incluir seu nome no site, no ar desde o início desta terça-feira (16).

A lista vai ser única e atingirá as principais empresas do setor: Algar, Claro/Net, Nextel, Oi, Sercomtel, Sky, TIM e Vivo. 

Segundo a Anatel, se uma pessoa solicitar a sua inclusão na lista do Não me Perturbe e continuar recebendo ligações de oferta de bens e serviços de telecomunicações, pode ligar para o número 1331 e fazer uma reclamação. As sanções podem variar de advertência a multa de até R$ 50 milhões.





Por: Jonas Valente - Repórter da Agência Brasil

Outras notícias

Comentários