ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Cenipa aponta preliminarmente que avião tentou pouso e caiu em floresta; 2 mortos

Cenipa aponta preliminarmente que avião tentou pouso e caiu em floresta; 2 mortos

access_time15/07/2022 10:24

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos apontou em seu reporte preliminar que

Acusado de tentar assassinar ex-esposa é morto em troca de tiros com a PM no Nortão

Acusado de tentar assassinar ex-esposa é morto em troca de tiros com a PM no Nortão

access_time07/08/2020 06:20

De acordo com o boletim de ocorrência, o suspeito estava com mandado de prisão por tentativa de homi

Indústria recua em 9 dos 15 locais pesquisados pelo IBGE

Indústria recua em 9 dos 15 locais pesquisados pelo IBGE

access_time08/05/2019 08:41

Nove dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) tiveram q

Liverpool repudia ofensas raciais contra trio após derrota para o Real
© Pool via Reuters/Clive Brunskill/Direitos Reservados

Liverpool repudia ofensas raciais contra trio após derrota para o Real

Insultos ocorreram em redes sociais após jogo da Liga dos Campeões

access_time07/04/2021 14:46

O Liverpool repudiou nesta quarta-feira (7) as ofensas raciais "abomináveis" contra Trent Alexander-Arnold, Naby Keita e Sadio Mané nas redes sociais depois da derrota ontem (6), por 3 a 1 para o Real Madrid na Liga dos Campeões.

Lateral da Inglaterra, Alexander-Arnold recebeu emoticons de macaco em sua postagem mais recente de Instagram, e ofensas semelhantes foram direcionadas a Keita, meio-campista da Guiné, e Mané, atacante do Senegal.

As entidades que organizam o futebol inglês exortam as empresas de redes sociais a enfrentarem o problema das ofensas virtuais em reação a mensagens racistas contra jogadores, entre eles Axel Tuanzebe, Marcus Rashford e Anthony Martial, do Manchester United, e Willian e Eddie Nketiah, do Arsenal.

O Instagram anunciou uma série de medidas, e o Twitter promete manter seus esforços depois de agir em mais de 700 casos de ofensas relacionadas ao futebol no Reino Unido em 2019.

O Liverpool disse que trabalhará com as autoridades relevantes para identificar os usuários responsáveis pelas mensagens.

No mês passado, Thierry Henry, ex-atacante do Arsenal e da França, apagou suas contas de redes sociais para protestar contra as plataformas por não agirem contra proprietários de contas anônimas que praticam racismo e assédio na internet.





Por: Arvind Sriram - Bengaluru (Índia)

Outras notícias

Comentários