anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Marco Temporal é aprovado na Câmara Federal; apenas um deputado de MT votou contra

Marco Temporal é aprovado na Câmara Federal; apenas um deputado de MT votou contra

access_time31/05/2023 09:20

A Câmara dos Deputados aprovou na noite dessa terça-feira (30) o projeto do Marco Temporal, que esta

Carnaval 2023: Mangueira e Grande Rio são destaques da primeira noite de desfiles do RJ

Carnaval 2023: Mangueira e Grande Rio são destaques da primeira noite de desfiles do RJ

access_time20/02/2023 07:17

Seis escolas de samba desfilaram entre a noite deste domingo, 19, e a madrugada desta segunda-feira,

Dourado pode ser proibido de jogar em Cuiabá por problemas na iluminação da Arena Pantanal

Dourado pode ser proibido de jogar em Cuiabá por problemas na iluminação da Arena Pantanal

access_time26/05/2023 17:44

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) notificou a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) por

Lula regulamenta apostas, e vencedor vai pagar 30% de imposto
A medida provisória que regulamenta o mercado de apostas foi publicada hoje pelo governo federal | Foto: Divulgação

Lula regulamenta apostas, e vencedor vai pagar 30% de imposto

Presidente assinou projeto de lei para jogos esportivos

access_time25/07/2023 13:16

O apostador premiado de jogos esportivos passará a pagar imposto de 30% sobre o valor do prêmio. O governo federal publicou a medida provisória (MP) regulamentando o mercado de apostas esportivas no Diário Oficial da União nesta terça-feira, 25.

As regras assinadas por Luiz Inácio Lula da Silva já estão em vigor, mas terão de ser analisadas em até 120 dias pelo Congresso Nacional para não perder validade.

Projeções do Ministério da Fazenda indicam que o governo pode arrecadar até R$ 2 bilhões, em 2024, com a regulamentação.

Como será o mercado de apostas esportivas?

As empresas, conhecidas como "bets", serão taxadas em 18% sobre o chamado "Gross Gaming Revenue" (GGR), que é a receita obtida com todos os jogos após o pagamento dos prêmios aos jogadores de apostas esportivas e Imposto de Renda (IR) sobre a premiação.

A medida estabelece que as empresas serão taxadas em 18% sobre o GGR, restando 82% da receita para que as "bets" mantenham as operações. As taxas foram distribuídas da seguinte forma:

  • 10% de contribuição para a seguridade social;
  • 0,82% para educação básica;
  • 2,55% ao Fundo Nacional de Segurança Pública;
  • 1,63% aos clubes e atletas que tiverem seus nomes e símbolos ligados às apostas;
  • 3% ao Ministério do Esporte.

Além disso, o jogador de apostas esportivas passa a pagar 30% de IR sobre os prêmios recebidos acima da faixa de isenção, que vai até R$ 2.112.





Por: Redação Oeste

Outras notícias

Comentários