anuncie aqui
Notícias recentes
Casal é preso após se recusar a desligar som alto em Peixoto de Azevedo

Casal é preso após se recusar a desligar som alto em Peixoto de Azevedo

access_time28/01/2019 14:04

Um casal foi detido neste final de semana por perturbar o sossego alheio em Peixoto de Azevedo. A

Mulheres e meninas são as principais vítimas de tráfico humano

Mulheres e meninas são as principais vítimas de tráfico humano

access_time30/07/2018 08:54

No Dia Mundial contra o Tráfico de Pessoas, celebrado nesta segunda-feira (30), a Organização das Na

Piloto relata como sobreviveu à queda de avião em mata em MT e diz que não quer mais voar

Piloto relata como sobreviveu à queda de avião em mata em MT e diz que não quer mais voar

access_time03/12/2018 08:39

O piloto paranaense Maicon Semencio Esteves, de 27 anos, que sobreviveu após uma queda de avião em M

Maduro diz que está pronto para conversar com a oposição e fala em antecipar eleições legislativas
Nicolás Maduro pede 20 anos de prisão para manifestantes violentos — Foto: Manaure Quintero/Reuters

Maduro diz que está pronto para conversar com a oposição e fala em antecipar eleições legislativas

Presidente venezuelano disse a uma agência russa que diálogo pode ter participação de mediadores internacionais. Na terça-feira, o Supremo congelou as contas e proibiu o opositor Juan Guaidó de deixar o país

access_time30/01/2019 06:52

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, afirmou nesta quarta-feira (30) que está pronto para dialogar com a oposição e se mostrou favorável à organização de eleições legislativas antecipadas para superar a crise política em seu país.

"Estou disposto a comparecer à mesa de negociações com a oposição, para falar sobre o bem da Venezuela, pela paz e seu futuro", declarou Maduro à agência de notícias russa RIA Novosti. A conversa poderia contar com a presença de mediadores internacionais.

Em seguida, ele destacou que "as eleições presidenciais aconteceram há menos de um ano, há 10 meses".

O apelo por eleições "livres e credíveis" foi feito pelo União Europeia logo depois de o presidente da Assembleia Nacional e líder da oposição, Juan Guaidó, autodeclarar-se presidente interino da Venezuela na quarta-feira (23).

Trump
Maduro disse ainda que está "disposto a discutir pessoalmente com Donald Trump, em público, nos Estados Unidos, na Venezuela, onde quiser, com qualquer programa" de debate.

Porém, considera "complicado atualmente" que isso aconteça, porque, segundo Maduro, o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, "proibiu Trump de iniciar o diálogo".

O chavista também expressou o reconhecimento ao presidente russo, Vladimir Putin, que apoia o seu governo. A Venezuela recebe a cada mês armamento russo, "o mais moderno do mundo", como parte dos acordos vigentes, destacou Maduro.

Apesar da situação econômica do país, a Venezuela continua pagando suas dívidas pontualmente a China e Rússia, seus principais credores, afirmou Maduro. "A Venezuela paga, sempre no prazo", disse.

A disposição de Maduro para conversar com os opositores foi divulgada horas depois de o Tribunal Supremo da Venezuela congelar as contas de Guaidó e proibir o opositor de deixar o país.

Mais cedo, Guaidó enviou uma mensagem pelo Twitter para a Suprema Corte venezuelana em resposta ao pedido do procurador, que solicitou o bloqueio de seus bens:

No domingo, Guaidó solicitou uma visita da alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, a ex-presidente chilena Michelle Bachelet.

Mais manifestações
Além disso, Guaidó convocou manifestações para esta quarta-feira (30) e sábado (2) com o objetivo de pedir o apoio dos militares a sua iniciativa de montar um governo provisório que conduza à realização de novas eleições. O autoproclamado presidente interino tem o respaldo dos Estados Unidos e de vários outros países.

Desde segunda-feira (21), o país enfrenta uma onda de protestos que já deixou 40 mortos e 850 detidos, em estimativa da ONU.





Por: G1

Outras notícias

Comentários