anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
PF deflagra operação contra lavagem de dinheiro vindo de comércio de ouro ilícito em Roraima

PF deflagra operação contra lavagem de dinheiro vindo de comércio de ouro ilícito em Roraima

access_time10/02/2023 10:14

A Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação BAL na manhã desta sexta-feira, 10, com o objetivo de in

Governo convoca 665 candidatos aprovados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros

Governo convoca 665 candidatos aprovados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros

access_time18/04/2023 09:42

O Governo de Mato Grosso, por meio das secretarias de Planejamento e Gestão e Segurança Pública, pub

Polícia Militar apreende grande quantidade de drogas em Peixoto de Azevedo

Polícia Militar apreende grande quantidade de drogas em Peixoto de Azevedo

access_time12/04/2024 08:50

Nessa quinta-feira (11-04), por volta das 22h, uma equipe da Polícia Militar, em continuidade à Oper

Polícia prende mãe e filho acusados de invadir casa e matar 2

Polícia prende mãe e filho acusados de invadir casa e matar 2

Inês Gemilaki e padrasto de Bruno Gemilaki Dal Poz estavam foragidos desde domingo

access_time23/04/2024 16:21

A pecuarista Inês Gemilaki e seu filho, o médico filho Bruno Gemilaki Dal Poz, que estavam foragidos da Justiça por um duplo homicídio em Peixoto de Azevedo, se entregaram à Polícia na tarde desta terça-feira (23).

Outros dois suspeitos de envolvimento no crime, os irmãos Márcio Ferreira Gonçalves e Eder Gonçalves Rodrigues, já haviam sido presos na manhã desta terça em Alta Floresta.

Eles são acusados de invadir uma residência e fazer disparos, matando duas pessoas. O crime resultou na morte de Pilson Pereira da Silva, de 65 anos, e Rui Luiz Bogo, de 57 anos. Um padre foi baleado, passou por cirurgia e está fora de perigo.

Vídeos da imprensa local mostram mãe e filho entrando na delegacia em silêncio, ignorando as perguntas feitas pela imprensa. 

Inês chegou à delegacia cobrindo o rosto com uma blusa de frio; já Bruno não escondeu o rosto. 

A prisão
Segundo a Polícia Civil, mãe e filho estavam em uma fazenda de propriedade da família, localizada na BR-060, a 180 quilômetros de Peixoto de Azevedo. 

O local é distante da cidade e de difícil acesso, com mais de 85 quilômetros de estrada de chão.

As prisões ocorreram após a advogada da família procurar a Polícia Civil para comunicar a intenção dos seus clientes de se entregar e solicitar o acompanhamento até a fazenda, onde estavam escondidos.

Na propriedade foi dado cumprimento aos mandados de prisão. No entanto, as armas de fogo e a camionete Ford Ranger, utilizadas no dia do crime, ainda não foram encontradas.

O crime
Na tarde de domingo (21), a família foi até a residência onde estava seu alvo, no Bairro Alvorada, e mataram dois inocentes, segundo a Polícia Civil.

O crime foi filmado por câmeras de segurança, e as imagens mostram Inês portando um revólver, enquanto seu filho, o médico Bruno, segura uma espingarda.

Nos vídeos é possível ver que a mulher entra na casa e atira em uma das vítimas, que está deitada no chão, a poucos metros de distância.

Depois ela vai até outros dois homens, que se escondem atrás do sofá, e aponta a arma para um deles. Não é possível ver se ela atirou na segunda vítima.

Após os assassinatos, a família fugiu em uma Ford Ranger, com destino ao Pará, informou a Polícia.





Por: LIZ BRUNETTO DA REDAÇÃO DO MIDIA NEWS

Outras notícias

Comentários