Banner Outras
Notícias recentes
Posse de armas de fogo tem aumento de 219% em MT, diz PF

Posse de armas de fogo tem aumento de 219% em MT, diz PF

access_time04/02/2020 10:50

O número de armas de fogo registradas na Polícia Federal por pessoas físicas cresceu 219% no ano pas

PRF apreende durante operação no Nortão cargas de madeiras que saíram do Pará

PRF apreende durante operação no Nortão cargas de madeiras que saíram do Pará

access_time11/02/2020 10:12

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu, terça-feira (11) de madrugada, durante as ações da operação,

Estados Unidos testam míssil após deixar tratado nuclear

Estados Unidos testam míssil após deixar tratado nuclear

access_time20/08/2019 10:35

Os Estados Unidos (EUA) anunciaram nessa segunda-feira (19) que realizaram teste com um míssil de cr

Mais de meia tonelada de carne imprópria para consumo é apreendida em MT e dona de mercado é presa
Carne comercializada era imprópria para consumo humano, segundo o MPE — Foto: MPE/Divulgação

Mais de meia tonelada de carne imprópria para consumo é apreendida em MT e dona de mercado é presa

Estabelecimento em Aripuanã já havia sido notificado sobre as irregularidades, segundo o MPE. Ao todo, 540 kg de carne foram apreendidos no supermercado

access_time21/02/2019 09:33

A dona de um supermercado em Aripuanã, a 976 km de Cuiabá, foi presa em flagrante por vender carne imprópria para consumo humano. Segundo o Ministério Público Estadual (MPE), a prisão foi realizada na quinta-feira (14).

Na ocasião, mais de meia tonelada de carne foi apreendida no estabelecimento comercial.

O nome da proprietária do estabelecimento não foi divulgado. Ela deve responder pelo crime de comercializar ou ter em depósito matérias-primas ou mercadorias em condições impróprias.

Ao todo, 540 kg de carne foram apreendidos no supermercado. A apreensão foi realizada pela Vigilância Sanitária do município após notificação feita pelo MPE.

Segundo o MPE, essa não é a primeira vez que o supermercado é autuado por vender produtos impróprios para consumo.

Antes desta ocasião, o órgão e os representantes do supermercado assinaram um TAC para que os produtos impróprios não fossem comercializados. O acordo, entretanto, não estava sendo cumprido.

Outros estabelecimentos no município deve ser vistoriados.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários