anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Pesquisadores da UFMT desenvolvem película biodegradável para conservação de alimentos

Pesquisadores da UFMT desenvolvem película biodegradável para conservação de alimentos

access_time17/11/2023 10:21

Pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso desenvolveram uma película nanoestruturada com

Carnaval 2023: Mangueira e Grande Rio são destaques da primeira noite de desfiles do RJ

Carnaval 2023: Mangueira e Grande Rio são destaques da primeira noite de desfiles do RJ

access_time20/02/2023 07:17

Seis escolas de samba desfilaram entre a noite deste domingo, 19, e a madrugada desta segunda-feira,

Arena Pantanal vai sediar jogo do Brasil nas Eliminatórias da Copa

Arena Pantanal vai sediar jogo do Brasil nas Eliminatórias da Copa

access_time23/08/2023 07:31

Com investimentos do Governo do Estado em sua estrutura, a Arena Pantanal foi escolhida para sediar

Marinho: ‘Serei um presidente que vai resgatar a envergadura do Senado’
Rogério Marinho, durante uma sessão na Comissão de Transparência do Senado

Marinho: ‘Serei um presidente que vai resgatar a envergadura do Senado’

Parlamentar disputa o comando da casa com Rodrigo Pacheco

access_time31/01/2023 11:49

Rogério Marinho (PL-RN), candidato à presidência do Senado, prometeu “resgatar o tamanho e a envergadura” da Casa. Se eleito, o parlamentar prometeu defender um legado “que é do povo brasileiro” que, segundo ele, começou no governo Michel Temer, e continuou na gestão Jair Bolsonaro.

“Trata-se de um legado de transformações virtuosas na economia que permitiram ao nosso país terminar 2022 em situação invejável, em relação aos outros países”, observou Marinho, durante um jantar em Brasília. O PL promoveu a cerimônia com a finalidade de conseguir votos para o congressista. A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro compareceu ao encontro.

O senador constatou que “boa parte desse legado está em risco”. “Nós precisamos fazer o contrapor e moderar a avidez”, disse Rogério Marinho, cercado de aliados do partido. “No afã de impor a sua agenda, os que estão chegando ao governo querem destruir aquilo que foi feito de forma virtuosa.”

Entre os avanços que podem ser revertidos pela extrema esquerda, Marinho citou as reformas trabalhista e da Previdência, além da autonomia do Banco Central e de marcos regulatórios, como o saneamento e das ferrovias.





Por: Cristyan Costa da Revista Oeste

Outras notícias

Comentários