anuncie aqui
Notícias recentes
Apagão faz Venezuela viver um dos piores momentos de sua história

Apagão faz Venezuela viver um dos piores momentos de sua história

access_time11/03/2019 16:40

"Um componente cruel foi adicionado à crise humanitária e política que vive a Venezuela: a falta de

STJ rejeita denúncia de corrupção contra governador do Pará

STJ rejeita denúncia de corrupção contra governador do Pará

access_time20/09/2018 08:28

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou nesta quarta-feira (19) uma denúncia

Lula vira réu por lavagem de dinheiro em negócio na África

Lula vira réu por lavagem de dinheiro em negócio na África

access_time14/12/2018 17:35

A Justiça Federal aceitou a denúncia do Ministério Público e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Sil

Meninos da Tailândia darão primeira entrevista à imprensa nesta quarta

Meninos da Tailândia darão primeira entrevista à imprensa nesta quarta

Equipe do Javalis Selvagens receberá alta e voltará a suas casas no mesmo dia; governo pede carência de trinta dias para novos contatos com jornalistas

access_time17/07/2018 16:36

Resgatados de uma caverna na semana passada, os doze meninos tailandeses e seu técnico de futebol concederão uma entrevista à imprensa na quarta-feira, 18, quando receberão alta, informou o porta-voz do governo da Tailândia, Sansern Kaewkamnerduma. A entrevista, porém, será intermediada por psicólogos.

“Queremos reduzir a curiosidade do público”, disse Sansern hoje.

A equipe de futebol Javalis Selvagens, formada por garotos entre 11 e 16 anos de idade, e seu técnico, de 25 anos, passaram entre quinze e dezoito dias dentro do complexo de cavernas de Tham Luang, perto da fronteira da Tailândia com Mianmar, até serem resgatados na semana passada. Eles estão internados em um hospital na cidade de Chiang Rai.

A situação da equipe e a operação de resgate atraíram a atenção do mundo todo. As autoridades tailandesas têm expressado preocupação com o impacto da fama e da atenção repentina na saúde mental dos meninos. Por isso, a entrevista de quarta-feira será controlada cuidadosamente por psicólogos, que avaliarão cada pergunta antes de ser apresentada aos garotos.

“Tudo foi organizado para que, depois disso, os meninos possam voltar à sua vida normal”, disse Sansern.

Passakorn Bunyalak, vice-governador da província de Chiang Rai, disse que os meninos serão enviados para casa após desse contato com a  imprensa, e pediu a seus pais e aos jornalistas que evitem novas entrevistas por cerca de trinta dias.

“Nesse momento inicial, estamos tentando impedir que a mídia incomode os meninos”, disse o porta-voz, para acrescentar que os garotos estão amparados pela Lei de Proteção Infantil da Tailândia. Um artigo dessa lei protege menores de 18 anos de cobertura jornalística que possa causar danos emocionais e de reputação.





Por: Veja.com

Outras notícias

Comentários