Camara Peixoto
Notícias recentes
Presos serram grades para fugir de presídio em MT e são surpreendidos por agentes

Presos serram grades para fugir de presídio em MT e são surpreendidos por agentes

access_time07/11/2018 08:42

Detentos da cela 3 do Presídio Dr Osvaldo Florentino, o Ferrugem, em Sinop, a 503 km de Cuiabá, serr

Na mira do Barça, Griezmann faz dois gols, e Atlético de Madrid leva o tri

Na mira do Barça, Griezmann faz dois gols, e Atlético de Madrid leva o tri

access_time16/05/2018 18:23

O JOGO Em Lyon diante de um adversário francês, coube a um jogador da "casa" decidir a Liga Europa

PF e PRF fazem operação para liberar rodovia em MT e prender 15 índios por cobrança de pedágio e extorsão

PF e PRF fazem operação para liberar rodovia em MT e prender 15 índios por cobrança de pedágio e extorsão

access_time12/06/2018 12:00

Uma operação foi deflagrada pela Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal nesta terça-feira (12)

Mercado financeiro eleva expansão do PIB de 4,85% para 5%

Mercado financeiro eleva expansão do PIB de 4,85% para 5%

Previsão para inflação subiu de 5,82% para 5,90%

access_time21/06/2021 10:44

Com base em consultas a instituições financeiras, o Banco Central elevou de 4,85% para 5% a projeção de expansão do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, para 2021. 

As estimativas constam do boletim Focus de hoje (21), divulgado semanalmente pelo BC, com a projeção para os principais indicadores econômicos.

Para 2023 e 2024, o mercado financeiro a projeção é de expansão do PIB em 2,50%.

Para 2022, houve um recuo na expectativa, com um crescimento anual menor do que o projetado há uma semana. A projeção caiu de 2,2% para 2,1%. 

Inflação
A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano subiu de 5,82% para 5,90%. Para 2022, a estimativa de inflação se manteve em 3,78%. Tanto para 2023 como para 2024, a previsão para o índice se mantém em 3,25%. 

A estimativa para 2021 supera o limite da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. O centro da meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,75%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é de 2,25% e o superior de 5,25%.

O centro da meta de inflação para 2022 é 3,50% e para 2023, 3,25%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para os dois anos.

Taxa de juros
O principal instrumento usado pelo BC para alcançar a meta de inflação é a taxa básica de juros (Selic), que é fixada pelo Comitê de Política Monetária (Copom). A previsão das instituições financeiras para a Selic em 2021 registrou alta, passando dos 6,25% previstos há uma semana para 6,50%, conforme o boletim Focus desta semana. O mesmo índice é esperado para 2022, 2023 e 2024.

Câmbio
Com relação ao valor do dólar, a expectativa do mercado para o valor da moeda norte-americana está menor do que a registrada na semana passada, passando de R$ 5,18 para R$ 5,10. Para os três anos seguintes, a projeção  é estável, em R$ 5,20 para 2022; em R$ 5,10 para 2023 e em R$ 5 para 2024.





Por: Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil - Brasília

Outras notícias

Comentários