ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Guerra na Ucrânia entra no 12º dia com expectativa de novo encontro

Guerra na Ucrânia entra no 12º dia com expectativa de novo encontro

access_time07/03/2022 07:18

Nesta segunda (7), a ofensiva russa na Ucrânia chega ao seu décimo segundo dia. Os dois países em co

China registra mais de 1.000 mortes pelo novo coronavírus

China registra mais de 1.000 mortes pelo novo coronavírus

access_time11/02/2020 09:43

A Comissão Nacional de Saúde da China informou que mais 108 pessoas morreram pelo novo coronavírus n

Operação prende policiais acusados de integrar quadrilha

Operação prende policiais acusados de integrar quadrilha

access_time04/05/2021 09:33

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao C

Microsoft vai comprar Activision Blizzard por US$ 68,7 bilhões, maior aquisição do mercado de games
Microsoft anuncia planos de comprar Activision Blizzard
Foto por: Foto: Divulgação/Microsoft

Microsoft vai comprar Activision Blizzard por US$ 68,7 bilhões, maior aquisição do mercado de games

Empresa tem jogos como 'Call of Duty', 'Overwatch', 'Warcraft' e 'Candy Crush', com cerca de 400 milhões de jogadores ativos mensais.

access_time18/01/2022 14:34

Microsoft anunciou nesta terça (18) que vai comprar a Activision Blizzard, uma das maiores empresas de games do mundo, por US$ 68,7 bilhões, cerca de R$ 379 bilhões. Com esse valor, ela se torna a maior aquisição do mercado de jogos.

Se o negócio for concluído, a Microsoft vai se tornar a terceira maior empresa de games do mundo, por reunir a plataforma e os estúdios do Xbox e o portfólio da Activision, que inclui jogos como "Call of Duty", "Overwatch", "Warcraft", "Candy Crush" e a franquia de Tony Hawk.

De acordo com a gigante de tecnologia, a compra já foi aprovada pelos conselhos das duas empresas. Agora, precisa da aprovação dos acionistas da Activision Blizzard e da conclusão da revisão regulatória.                                                             

Atualmente, a Activision Blizzard tem cerca de 400 milhões de jogadores ativos mensais em 190 países e franquias que valem bilhões de dólares. Embora a empresa não divulgue números de seus jogos, avaliadores do mercado de games estimam que o Candy Crush movimente até US$ 3 milhões por dia. As receitas do jogo cresceram 20% em 2021 e ele foi a franquia mais lucrativa em lojas de aplicativos nos Estados Unidos.

Em setembro de 2020, a Microsoft já havia comprado a a ZeniMax Media, empresa proprietária da Bethesda Softworks, desenvolvedora e publicadora de jogos, por US$ 7,5 bilhões de dólares, cerca de R$ 40 bilhões.

A transação ocorre em meio a um processo de assédio sexual movido, em julho do ano passado, pelo Departamento de Emprego e Habitação da Califórnia contra a Activision Blizzard.

O órgão acusa a desenvolvedora de games de casos de assédio sexual, agressão e de manter um ambiente hostil contra mulheres, que recebiam salários desiguais e enfrentavam retaliações.

Em agosto, o presidente da Blizzard, Allen Brack, deixou o comando da empresa.                                                                     

Em julho de 2021, funcionários da Activision Blizzard realizaram uma greve e um protesto em frente à sede da empresa nos Estados Unidos.

Com a participação de outros manifestantes, eles demonstravam apoio a um processo por assédio sexual contra a desenvolvedora de franquias como "Warcraft" e "Call of Duty" e pediam tratamento justo para trabalhadores de minorias.

No processo, o órgão afirma que a empresa criou uma cultura de "assédio sexual constante" e discriminação de gênero. Desde então, diversas mulheres se manifestaram a favor da acusação.

Segundo a ação, os escritórios da desenvolvedora de games pareciam uma república masculina de universidades, onde funcionários homens bebiam, falavam abertamente sobre corpos femininos e faziam piadas sobre estupro.

Por causa disso, mulheres eram submetidas a diversos comentários sexuais, cantadas, tinham os corpos agarrados e sofriam outras formas de abuso. O comportamento era conhecido pelos supervisores e até encorajados por eles.

O processo também cita uma funcionária que teria cometido suicídio após inúmeros assédios.                                        





Por: Por g1

Outras notícias

Comentários