anuncie aqui
Notícias recentes
Assembleia da OEA aprova resolução que abre caminho para suspender Venezuela da organização

Assembleia da OEA aprova resolução que abre caminho para suspender Venezuela da organização

access_time05/06/2018 21:46

A Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou nesta terça-feira (5) uma res

Japão recorda 73 anos do bombardeio nuclear de Hiroshima

Japão recorda 73 anos do bombardeio nuclear de Hiroshima

access_time07/08/2018 08:33

Uma sirene foi ouvida nesta segunda-feira (6) em Hiroshima, 73 anos depois do primeiro bombardeio nu

Casal menor de idade é apreendido suspeito de tráfico de drogas em Peixoto de Azevedo

Casal menor de idade é apreendido suspeito de tráfico de drogas em Peixoto de Azevedo

access_time12/05/2018 10:14

Casal menor de idade foi apreendido suspeito de tráfico de drogas nesta sexta-feira (11), em uma res

Monitoramento por satélite evita derrubada de 2.744 ha de floresta

Monitoramento por satélite evita derrubada de 2.744 ha de floresta

Tecnologia em tempo real possibilita equipes de fiscalização da Sema chegarem à área quando se inicia o desmatamento ilegal

access_time12/05/2018 15:33

A Operação HotSpot (pontos quentes), que tem o objetivo de impedir a derrubada da floresta ou cerrado por meio de monitoramento de imagens de satélite, está sendo realizada mensalmente em todo o estado de Mato Grosso. A ação é desenvolvida pela fiscalização de flora da secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e todas as nove Unidades Desconcentradas do órgão.

Devido ao uso de tecnologia em tempo real, as equipes de fiscalização chegaram à área quando se iniciou o desmatamento ilegal, impedindo a derrubada de 2.744 ha, além da autuação de 2.091 ha de área já desmatada. No inicio do mês de maio a operação foi realizada nos municípios de Marcelândia, Feliz Natal, Barra do Garças, Novo Mundo, Confresa, Campos de Júlio, Paranaíta, Pedra Preta, Comodoro, Juína e Cláudia.

A tecnologia é utilizada em defesa do meio ambiente, atualmente com vários satélites em orbita e disponibilização das imagens registradas. “A fiscalização vem realizando monitoramento quase em tempo real, podendo assim rastrear as áreas com indicativo de desmate ou em realização. Desta forma, se evita o desmatamento e dá rapidez na responsabilização das infrações ambientais”, explica o coordenador de Fiscalização da Flora, Fabiano Bernini. 

As áreas já fiscalizadas serão monitoradas diariamente. Caso o proprietário persista em desmatar ilegalmente, as equipes responsáveis retornarão imediatamente ao local,procedendo a apreensão de maquinário e condução dos responsáveis para a delegacia, além da responsabilização administrativa. 





Por: 24 Horas News

Comentários