anuncie aqui
Notícias recentes
Itamaraty vai pedir liberação de documentos da CIA

Itamaraty vai pedir liberação de documentos da CIA

access_time14/05/2018 07:26

O Ministério das Relações Exteriores vai pedir ao governo dos Estados Unidos a liberação dos documen

Cerca de 9,5 kg de ouro são achados em destroços de avião que caiu no AM

Cerca de 9,5 kg de ouro são achados em destroços de avião que caiu no AM

access_time18/05/2018 14:02

Aproximadamente 9,5 kg de ouro, avaliado em quase R$ 1,5 milhão, foram encontrados dentro do avião m

Sem condições, sistema de saúde de Gaza atende a feridos de guerra

Sem condições, sistema de saúde de Gaza atende a feridos de guerra

access_time23/05/2018 08:56

O Exército de Israel informou que os protestos na Faixa de Gaza deixaram 114 palestinos mortos e que

Monitoramento por satélite evita derrubada de 2.744 ha de floresta

Monitoramento por satélite evita derrubada de 2.744 ha de floresta

Tecnologia em tempo real possibilita equipes de fiscalização da Sema chegarem à área quando se inicia o desmatamento ilegal

access_time12/05/2018 15:33

A Operação HotSpot (pontos quentes), que tem o objetivo de impedir a derrubada da floresta ou cerrado por meio de monitoramento de imagens de satélite, está sendo realizada mensalmente em todo o estado de Mato Grosso. A ação é desenvolvida pela fiscalização de flora da secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e todas as nove Unidades Desconcentradas do órgão.

Devido ao uso de tecnologia em tempo real, as equipes de fiscalização chegaram à área quando se iniciou o desmatamento ilegal, impedindo a derrubada de 2.744 ha, além da autuação de 2.091 ha de área já desmatada. No inicio do mês de maio a operação foi realizada nos municípios de Marcelândia, Feliz Natal, Barra do Garças, Novo Mundo, Confresa, Campos de Júlio, Paranaíta, Pedra Preta, Comodoro, Juína e Cláudia.

A tecnologia é utilizada em defesa do meio ambiente, atualmente com vários satélites em orbita e disponibilização das imagens registradas. “A fiscalização vem realizando monitoramento quase em tempo real, podendo assim rastrear as áreas com indicativo de desmate ou em realização. Desta forma, se evita o desmatamento e dá rapidez na responsabilização das infrações ambientais”, explica o coordenador de Fiscalização da Flora, Fabiano Bernini. 

As áreas já fiscalizadas serão monitoradas diariamente. Caso o proprietário persista em desmatar ilegalmente, as equipes responsáveis retornarão imediatamente ao local,procedendo a apreensão de maquinário e condução dos responsáveis para a delegacia, além da responsabilização administrativa. 





Por: 24 Horas News

Comentários