Banner Outras
Notícias recentes
CNJ deve decidir hoje sobre união estável de mais de 2 pessoas

CNJ deve decidir hoje sobre união estável de mais de 2 pessoas

access_time22/05/2018 08:56

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) deverá decidir nesta terça-feira (22) se permite ou proíbe o re

Vai a 141 o nº de mortos por chuvas e deslizamentos de terra no Japão

Vai a 141 o nº de mortos por chuvas e deslizamentos de terra no Japão

access_time10/07/2018 08:30

Ao menos 141 pessoas morreram em consequência das fortes chuvas na região oeste do Japão, anunciaram

Britânico é detido com cocaína em fundo falso de malas transportadas em ônibus

Britânico é detido com cocaína em fundo falso de malas transportadas em ônibus

access_time17/10/2018 10:15

Um estrangeiro foi detido nessa terça-feira (16) em flagrante ao transportar cocaína escondida em fu

Monitoramento por satélite evita derrubada de 2.744 ha de floresta

Monitoramento por satélite evita derrubada de 2.744 ha de floresta

Tecnologia em tempo real possibilita equipes de fiscalização da Sema chegarem à área quando se inicia o desmatamento ilegal

access_time12/05/2018 15:33

A Operação HotSpot (pontos quentes), que tem o objetivo de impedir a derrubada da floresta ou cerrado por meio de monitoramento de imagens de satélite, está sendo realizada mensalmente em todo o estado de Mato Grosso. A ação é desenvolvida pela fiscalização de flora da secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e todas as nove Unidades Desconcentradas do órgão.

Devido ao uso de tecnologia em tempo real, as equipes de fiscalização chegaram à área quando se iniciou o desmatamento ilegal, impedindo a derrubada de 2.744 ha, além da autuação de 2.091 ha de área já desmatada. No inicio do mês de maio a operação foi realizada nos municípios de Marcelândia, Feliz Natal, Barra do Garças, Novo Mundo, Confresa, Campos de Júlio, Paranaíta, Pedra Preta, Comodoro, Juína e Cláudia.

A tecnologia é utilizada em defesa do meio ambiente, atualmente com vários satélites em orbita e disponibilização das imagens registradas. “A fiscalização vem realizando monitoramento quase em tempo real, podendo assim rastrear as áreas com indicativo de desmate ou em realização. Desta forma, se evita o desmatamento e dá rapidez na responsabilização das infrações ambientais”, explica o coordenador de Fiscalização da Flora, Fabiano Bernini. 

As áreas já fiscalizadas serão monitoradas diariamente. Caso o proprietário persista em desmatar ilegalmente, as equipes responsáveis retornarão imediatamente ao local,procedendo a apreensão de maquinário e condução dos responsáveis para a delegacia, além da responsabilização administrativa. 





Por: 24 Horas News

Outras notícias

Comentários