anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Deputados de MT assinam PEC que permite ao Congresso derrubar decisões do STF

Deputados de MT assinam PEC que permite ao Congresso derrubar decisões do STF

access_time29/09/2023 15:31

Cinco dos oito deputados federais de Mato Grosso assinaram requerimento favorável à Proposta de Emen

Consórcio com gigante chinês vence leilão do trem que ligará SP e Campinas

Consórcio com gigante chinês vence leilão do trem que ligará SP e Campinas

access_time29/02/2024 18:03

O consórcio C2 Mobilidade Sobre Trilhos será responsável pela operação, manutenção, modernização e e

Lula: ‘Cadeia está cheia de gente inocente no Brasil’

Lula: ‘Cadeia está cheia de gente inocente no Brasil’

access_time16/03/2023 13:30

O presidente Lula fez a mais enfática defesa das políticas de esquerda de segurança pública, focaliz

Moraes abre três novos inquéritos
Moraes durante sua posse no comando do Tribunal Superior Eleitoral

Moraes abre três novos inquéritos

Ministro quer investigar os protestos em Brasília

access_time23/01/2023 10:59

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), abriu mais três inquéritos para investigar a conduta de manifestantes que participaram dos protestos em Brasília, em 8 de janeiro. A decisão atende a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), que também atua no caso.

Moraes organizou as investigações em três frentes: 1) financiadores; 2) executores; 3) autores intelectuais. O juiz do STF citou supostos crimes que teriam sido cometidos pelos manifestantes: terrorismo, associação criminosa, abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, ameaça, perseguição e incitação ao crime.

“Na data de 8 de janeiro de 2023, uma turba violenta e antidemocrática, insatisfeita com o resultado do pleito eleitoral de 2022, almejando a abolição do Estado Democrático de Direito e a deposição do governo legitimamente constituído, avançou contra a sede dos Três Poderes da República, exigindo célere e enérgica resposta estatal”, informou a PGR, no início do pedido.

Adiante, a PGR escreve que “a escalada da violência ganhou contornos incompatíveis com o Estado de Direito, resultado na invasão e enorme depredação dos prédios do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e STF”.





Por:

Outras notícias

Comentários