Banner Outras
Notícias recentes
Governo do RJ confirma a primeira morte por coronavírus

Governo do RJ confirma a primeira morte por coronavírus

access_time19/03/2020 10:19

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro e a prefeitura de Miguel Pereira confirmaram, na m

Flamengo x Botafogo: veja as prováveis escalações, desfalques e arbitragem

Flamengo x Botafogo: veja as prováveis escalações, desfalques e arbitragem

access_time07/03/2020 10:11

Vale a liderança. Vale a rivalidade. Vale a tranquilidade na Taça Rio! Flamengo e Botafogo medem for

Equador declara emergência devido à entrada de imigrantes venezuelanos

Equador declara emergência devido à entrada de imigrantes venezuelanos

access_time09/08/2018 08:26

O governo do Equador declarou estado de emergência no setor de mobilidade humana nas províncias de C

Moro autoriza envio de força-tarefa penitenciária ao Pará

Moro autoriza envio de força-tarefa penitenciária ao Pará

access_time31/07/2019 07:27

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou ontem (30) o envio da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária para o Pará. Os agentes federais devem atuar nos presídios do estado por 30 dias. A decisão atendeu ao pedido do governador do Pará, Helder Barbalho. 

Segundo a pasta, a força-tarefa vai atuar em atividades de vigilância e custódia de presos, por meio de trabalho de apoio aos órgãos de segurança pública locais. 

Segunda-feira (29), uma rebelião no Centro de Recuperação Regional de Altamira, no Pará, deixou 57 presos mortos. De acordo com o órgão, 16 detentos foram decapitados e o restante morreu por asfixia.  Na manhã de hoje, o governo do Pará iniciou a transferência de 46 líderes do conflito para outros presídios estaduais. Dez detentos serão transferidos para presídios federais.  

A rebelião começou por volta das 7h, quando um grupo de presos da facção Comando Classe A (CCA) invadiu a ala dos integrantes do Comando Vermelho (CV), facção rival, e colocou fogo em uma das celas. 

De acordo com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), o conflito foi um acerto de contas e não um protesto contra as condições do sistema prisional. Dois agentes penitenciários foram mantidos reféns, mas foram liberados ao final da rebelião. 





Por: André Richter – Repórter da Agência Brasil

Outras notícias

Comentários