Spigreen
Notícias recentes
Brasil conquista três medalhas em domingo de disputas no Pan

Brasil conquista três medalhas em domingo de disputas no Pan

access_time29/07/2019 08:27

O ciclista Henrique Avancini, 30 anos, terminou a prova de cross country masculino do mountain bike

Governador pede a Mourão retorno de governadores ao Conselho da Amazônia Legal

Governador pede a Mourão retorno de governadores ao Conselho da Amazônia Legal

access_time10/03/2020 15:51

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), pediu nesta terça-feira (10), em encontro no Paláci

Motorista surta, joga carreta em valeta e é contido pelos bombeiros

Motorista surta, joga carreta em valeta e é contido pelos bombeiros

access_time17/12/2018 07:30

Os bombeiros de Sinop tiveram que conter e amarrar um motorista na tarde de domingo (16). Segundo in

Motorista irritada com cobrança usa carreta para fechar acesso de pedágio em Sorriso

Motorista irritada com cobrança usa carreta para fechar acesso de pedágio em Sorriso

access_time11/08/2020 07:18

Uma caminhoneira, bastante irritada, trancou o acesso à praça de pedágio em Sorriso. Ela atravessou a carreta na pista para impedir a passagem dos veículos no local, após se revoltar com a cobrança feita pela atendente. A motorista se identificou como Ângela Cristina e disse que a concessionária quis cobrar por um eixo a mais, que estava suspenso.

“Estou com a carreta vazia, por isso não vou aceitar pagar mais do que cinco eixos. Pago nove voltando. Isso aqui é um roubo. A estrada está cheia de buraco. Estamos pagando um absurdo para rodar aqui. Uma morte em cima da outra, um tombamento em cima do outro, uma batida em cima da outra, e ninguém faz nada. Então, quando a gente quer pagar o justo, eles também não querem receber”, disse a mulher.

“Faz mais de 15 anos que tenho caminhão e nunca me senti tão humilhada. Cheguei aqui para pagar o pedágio, como faço quatro vezes por dia, e ela (atendente) falou se eram seis eixos, eu disse que eram cinco. São 7 reais, mas são meus. Falei que não. Ela saiu e me deixou falando sozinha. Apareceram duas mulheres, nenhuma resolveu meu problema. Não vou aceitar ninguém me roubar”, declarou a caminhoneira, que é moradora de Sorriso e também estava com o marido.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou que foi acionada e encaminhou uma equipe para o local. “Tiraram eles (policiais) lá da base para vir aqui fazer não sei o que. Chegaram muito zangados. Estão querendo prender meu caminhão e me prender. Estou reivindicando um direito meu, de cidadã que paga impostos. Não vou arredar o pé. Vou até o fim”.

Após a chegada dos policiais, a carreta foi retirada da pista e colocada em uma das cabines. A mulher e o marido devem ir até a delegacia para prestar esclarecimentos, segundo a concessionária que administra a rodovia federal.

Por meio da assessoria, a empresa informou que “adotou o procedimento padrão de cobrança de pedágio”, mas que, “por entender que não deveria pagar a quantia cobrada, pois acreditava que estava com um eixo suspenso, a motorista terminou se alterando”. A concessionária afirmou que a caminhoneira ameaçou funcionários e chegou a quebrar algumas estruturas da  praça de pedágio.





Por: Só Notícias/Herbert de Souza e Lucas Torres, de Sorriso (fotos: Só Notícias e reprodução)

Outras notícias

Comentários