Spigreen
Notícias recentes
Maior produtor de carne bovina do país, Mato Grosso deve voltar a exportar para os Estados Unidos

Maior produtor de carne bovina do país, Mato Grosso deve voltar a exportar para os Estados Unidos

access_time26/02/2020 16:21

Mato Grosso pode voltar a exportar carne bovina para o exterior a partir deste mês. O Ministério da

PF investiga fraudes no sistema do Ibama para beneficiar donos de terras na Amazônia

PF investiga fraudes no sistema do Ibama para beneficiar donos de terras na Amazônia

access_time15/09/2020 07:38

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (15), uma operação que investiga fraudes no

Argentina corta Manuel Lanzini a oito dias da estreia na Rússia

Argentina corta Manuel Lanzini a oito dias da estreia na Rússia

access_time08/06/2018 10:31

O meio-campo Manuel Lanzini, titular da seleção da Argentina foi cortado da Copa do Mundo da Rússia.

MP quer multa de R$ 10 mil para morador com Covid que ‘furou’ quarentena

MP quer multa de R$ 10 mil para morador com Covid que ‘furou’ quarentena

access_time23/07/2020 07:04

O promotor Marcelo Mantovanni Beato requereu ao judiciário de Peixoto De Azevedo, em tutela de urgência, multa diária mínima de R$ 10 mil a um morador, de 41 anos, infectado pelo novo Coronavírus e que ‘furou’ o período de isolamento domiciliar. O valor pode chegar a R$ 100 mil.

Na ação de obrigação de fazer, Marcelo ainda requereu julgamento procedente da demanda para obrigar o requerido a cumprir a determinação legal de isolamento social. Além de “condenação por danos morais coletivos, de R$ 50 mil”.

O promotor pontuou que as informações de desrespeito a quarentena foram prestadas à promotoria através de ofício encaminhado pela secretaria municipal de Saúde, apontando que o paciente não estava cumprindo o período de isolamento obrigatório. Ele ainda cita que há comprovação documental, por parte da pasta, sobre o descumprimento da medida.

Marcelo lembrou a portaria publicada pelo ministério da Saúde, em março, que regulamenta as ações de enfrentamento ao Coronavírus, salientando que “a medida de isolamento para conter o avanço da doença poderá ser determinada por prescrição médica ou por recomendação do agente de vigilância epidemiológica”.

Ainda consta no documento que a quarentena obrigatória deve ser definida e respeitada pelo “prazo máximo de 14 dias, podendo se estender por até igual período, conforme resultado laboratorial que comprove o risco de transmissão”. Além disso “a medida de isolamento deverá ser efetuada, preferencialmente, em domicílio, podendo ser feito em hospitais públicos ou privados, conforme recomendação médica, a depender do estado clínico do paciente”.

Também foi ressaltado que a medida de quarentena é justificada pelas circunstâncias previstas no protocolo de tratamento da doença, onde ressalta-se que “as informações disponíveis até o momento, sugere-se que a via de transmissão pessoa a pessoa do novo Coronavírus seja por gotículas respiratórias ou contato. Qualquer pessoa que tenha contato próximo (dentro de 1 metro) com alguém que tenha sintomas respiratórios (por exemplo, espirros, tosse etc.) está em risco de ser exposta a gotículas respiratórias potencialmente infecciosas”.

Por fim, Marcelo reforçou que, apesar de ser de natureza fundamental, a liberdade do indivíduo de se autodeterminar deve se “harmonizar ao interessa coletivo de prevenção e preservação da saúde e da vida de toda a comunidade”.





Por: Só Notícias/Luan Cordeiro

Outras notícias

Comentários