anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Vereadores de Peixoto receberam representantes da empresa PA Gold

Vereadores de Peixoto receberam representantes da empresa PA Gold

access_time04/05/2023 18:09

Na tarde desta quinta- feira (04), a presidente da câmara Rosângela de Matos Dias (zinha)-PSD, e os

Mesmo com Bolsonaro inelegível, ‘terceira via’ ainda teria pouco espaço, analisa cientista político

Mesmo com Bolsonaro inelegível, ‘terceira via’ ainda teria pouco espaço, analisa cientista político

access_time10/07/2023 06:34

Em entrevista, o cientista político Rubens Figueiredo avaliou que o grupo político ligado ao ex-pres

STF revê decisão e rejeita denúncia contra Renan Calheiros

STF revê decisão e rejeita denúncia contra Renan Calheiros

access_time01/04/2023 17:06

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou uma denúncia contra o senador Renan Calheiros

MT pode ser obrigado a aumentar ICMS;
Estados estão aumentando os impostos para garantir bolo maior nos fundos regionais de desenvolvimento, como o Fethab.
Foto por: Repórter MT

MT pode ser obrigado a aumentar ICMS; "Precisamos proteger os interesses do Estado", diz Pivetta

Governador em exercício explicou porque medida é importante

access_time05/12/2023 10:24

Deve ser encaminhado ainda este ano para a Assembleia Legislativa, projeto que prevê o aumento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em Mato Grosso. Segundo o governador em exercício, Otaviano Pivetta (Republicanos), a reforma tributária que tramita no Congresso Nacional impõe “preocupações” com o futuro, que podem obrigar o estado a subir o valor do imposto.

“Infelizmente essa reforma tributária impõe algumas necessidades que os governos estão tomando Brasil afora. Todos os estados já estão se manifestando, alguns já procederam com o aumento, e nós precisamos proteger o interesse do nosso estado para o futuro”, explicou.

O Fundo Nacional de Desenvolvimento Regional (FNDR), idealizado para compensar estados que perderão programas de incentivos fiscais, tem como critério de repartição 70% pelo coeficiente do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e 30% pela população do estado. Esse fundo será montado com a arrecadação somada entre os anos de 2024 e 2028 e será pago aos estados a partir de 2033. Por isso, vários estados, como São Paulo, já estão aumentando impostos com vistas a ampliar o valor do fundo no futuro.

“Infelizmente não é a nossa vontade, não temos nenhum prazer em fazer isso, mas vai ser necessário, e nós estamos discutindo com a sociedade organizada, esclarecendo essa situação”, acrescentou Pivetta.

A reforma tributária inclui uma emenda apresentada pela senadora Margareth Buzetti (PSD), que prorroga o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) até 2043. Mas ela ainda precisa ser aprovada pela Câmara Federal.

Apenas no ano passado, o fundo representou R$ 3,2 bilhões para os cofres do estado, revertidos em investimento infraestrutura.





Por: APARECIDO CARMO DO REPÓRTER MT

Outras notícias

Comentários