anuncie aqui
Notícias recentes
Governo vai priorizar contratação de funcionários da Santa Casa

Governo vai priorizar contratação de funcionários da Santa Casa

access_time06/05/2019 08:34

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), fará a contratação, em

Assessor de Trump vê

Assessor de Trump vê "oportunidade histórica" com eleição de Bolsonaro

access_time28/11/2018 07:29

Às vésperas de se reunir com o presidente eleito, Jair Bolsonaro, no Rio de Janeiro, o assessor de S

Motoristas morrem após duas carretas baterem de frente em cima de ponte

Motoristas morrem após duas carretas baterem de frente em cima de ponte

access_time15/12/2018 08:56

Dois homens morreram na tarde desta sexta-feira (14) após as carretas que conduziam bateram de frent

MT reduz em 40% o índice de queimadas em 2018, segundo Comitê do Fogo

MT reduz em 40% o índice de queimadas em 2018, segundo Comitê do Fogo

Foram 150 dias dedicados ao combate a incêndios nas zonas rural e urbana

access_time03/10/2018 08:09

Este ano, Mato Grosso reduziu em 40% o número de focos de incêndio, segundo a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema). Os dados foram divulgados nesta terça-feira (2), data em que se encerra o período proibitivo de queimadas na zona rural.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, André Baby, a redução foi possível por causa de ação conjunta entre diversas instituições, o que possibilitou a prevenção dos focos de calor.

No entanto, o secretário ressaltou que é preciso investir em conscientização, capacitação, infraestrutura e tecnologia para que as instituições consigam resultados mais positivos.

O comandante do Corpo de Bombeiros, Alessandro Borges, ressaltou que a conscientização e a prevenção são as 'armas' para que o estado consiga reduzir ainda mais os índices de queimadas.

“Temos tido resultados bastante satisfatório na zona rural, municípios que tinham um alto índice de incêndios e que, neste ano, conseguiram não ter nenhum registro”, disse ele.

Por outro lado, segundo o comandante, na zona urbana, especialmente próximo às áreas de conservação, é preciso que as pessoas tenham mais consciência quanto a não colocar fogo.

“A cultura de pôr fogo em lixo e quintais tem que acabar”, reforçou.

Tanto a Sema, quanto o Corpo de Bombeiros, ressaltaram que a extensão do estado ainda é um problema.

“Especialmente nas áreas de conservação, precisamos ter equipes fixas que comecem a fazer um trabalho de conscientização bem antes do período de estiagem para que consigamos resultados melhores”, disse o secretário de Meio Ambiente.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários