anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Homem é preso com drogas no Nortão e pistola é apreendida

Homem é preso com drogas no Nortão e pistola é apreendida

access_time13/09/2023 12:22

A Polícia Militar de Peixoto de Azevedo em continuidade a operação Ártemis prendeu um homem, 22 anos

STF forma maioria para restringir protestos no Brasil

STF forma maioria para restringir protestos no Brasil

access_time12/01/2023 12:33

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria nesta quinta-feira, 12, para proibir o bloqueio de v

Barroso é o relator de novo pedido de liberdade de Torres

Barroso é o relator de novo pedido de liberdade de Torres

access_time27/04/2023 07:35

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi sorteado como relator no nov

Organização de concurso vai processar empresário que quebrou coroa de Miss Gay MT
Em pronuncioamento nas redes sociais, Matheus Oliveira se desculpou com a organização do evento
Foto por: Reprodução/ Instagram

Organização de concurso vai processar empresário que quebrou coroa de Miss Gay MT

Matheus Oliveira utilizou redes sociais para se desculpar, mas voltou a atacar a equipe e a miss vencedora

access_time29/05/2023 19:56

A organização do concurso Miss Gay Mato Grosso 2023 vai acionar a justiça e processar o empresário Matheus Oliveira, que invadiu o palco do concurso no sábado (27) e quebrou a coroa de Emannuely Belini, vencedora do concurso. O empresário chegou a publicar um vídeo em suas redes sociais, pedindo desculpas à organização do evento pela atitude que chamou de "impensada", mas aproveitou para atacar a equipe e a miss vencedora. 

Matheus é companheiro da segunda colocada no Miss Gay 2023, Nathally Becker, e se revoltou com a derrota dela. No momento em que Emannuely foi declarada vencedora, ele subiu no palco, arrancou a coroa das mãos da Miss Gay Brasil, antes que ela tivesse a chance de colocar na cabeça de Emmannuely, e jogou no chão, quebrando o objeto.

Em nota, a organização do concurso repudiou o ocorrido e destacou que, devido à repercussão do caso, irá processar o empresário "por destruir coisa alheia" e ameaça. Em ambos os casos, as penas previstas são de detenção de um a seis meses ou multa. 

"Nesse mesmo passo, e devido à repercussão, repudiamos com total veemência o fato acorrido na hora da coroação da Miss eleita, momento em que o companheiro da Miss Cuiabá, que ficou classificada em 2º lugar, invadiu o palco e destruiu de forma agressiva a coroa do concurso. Informamos que a equipe jurídica do nosso concurso foi acionada e tomará as devidas providências legais quanto ao foto criminoso (art. 163 e 147, ambos do CP) ocorrido e que foi lamentavelmente presenciado por todos ali presente", diz trecho da nota. 

A organização ainda destaca que a escolha foi feita pelo júri do concurso, cabendo às candidatas apenas aceitar a decisão. Informou ainda que não irá processar a miss que ficou em 2º lugar, Nathally, visto que ela não responde pelas atitudes de seu companheiro.

Em pronuncioamento nas redes sociais, Matheus Oliveira se desculpou com a organização do evento por sua 'atitude impensada em subir ao palco e arremessar a coroa ao chão'. "Agi em um momento de muita emoção, tristeza e revolta e deixei que esses sentimentos ruins me dominassem, esse sentimento não tem nada a ver com ganhar ou perder, mas sim porque tenho a certeza de todo empenho da Nathally em representar Mato Grosso no Miss Brasil Gay, sei que esse desejo de meu companheiro, é o mais puro que vocês possam imaginar", comentou.

Matheus aproveitou o espaço para atacar a equipe de Emanuelly, que alegou ter agido com soberbae com ataques de estrelismos. "Desde os bastidores, já deixavam claro que se a Nathally vencesse, eles quebrariam o teatro, a organização nada fez profissionalmente em relação a isso para acalmar os ânimos, deixando que esse espírito de rivalidade dominasse o concurso. Também acredito no sonho da vencedora mas vi que ela se deixou levar por uma assessoria violenta e perigosa que criaram todo esse ambiente de uma disputa injusta", expôs. 

O empresário ainda disse que não irá se omitir de responder as consequências do que fez, mas que sua atitude foi motivada "por amor e para defender seu companheiro".

Emanuelly Belini também utilizou suas redes sociais para comentar o caso. Ela agradeceu o apoio recebido pelos fãs, amigos e equipe, destacou a impostância de cada uma das candidatas e pediu respeito. "Independente do ocorrido, acredito que essa é uma situação que precisamos refletir. Eu como Miss sempre levantarei a bandeira do respeito. Hoje eu gostaria muito de estar festejando e comemorando esse título com todos vocês, e podendo transparecer toda minha gratidão. Mas infelizmente eu estou muito abalada ainda com tudo", explica. Ela disse que o ocorrido a abalou emocionalmente e que por isso ficará ausente das redes sociais por um tempo.

Jhonatha Lewis, que dá vida a Nathally Becker, também usou suas redes sociais para se pronunciar sobre o caso, parabenizando a vencedora. "A vencedora, Emanuelly, desejo muito sucesso. Que ela possa usar dessa visibilidade com muita humildade para representar todos os transformistas do estado no Miss Brasil Gay, acima de vaidades e capricho. Esse título representa toda uma comunidade que luta em busca de respeito, empatia e dignidade", declarou. 





Por: THAÍS BEMFICA DO REPÓRTER MT

Outras notícias

Comentários