anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
“Precisamos isolar líderes de facções dentro dos presídios”, diz comandante-geral da PM

“Precisamos isolar líderes de facções dentro dos presídios”, diz comandante-geral da PM

access_time14/01/2023 13:59

A guerra contra as facções criminosas em Mato Grosso tem crescido nos últimos anos. Há relatos, incl

Ministros seguem voto de Moraes e condenam casal de MT a 17 anos de prisão em regime fechado

Ministros seguem voto de Moraes e condenam casal de MT a 17 anos de prisão em regime fechado

access_time21/02/2024 10:53

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal acompanhou o voto do ministro Alexandre de Morae

Moraes manda soltar mato-grossense preso por atos de 8 de janeiro e proíbe uso de redes sociais

Moraes manda soltar mato-grossense preso por atos de 8 de janeiro e proíbe uso de redes sociais

access_time24/11/2023 10:07

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, revogou a prisão preventiva do ma

Pai de autista, Mion detona fala de Lula sobre deficientes:
Mion é pai de jovem autista: "Ele ligou deficiência aos ataques"

Pai de autista, Mion detona fala de Lula sobre deficientes: "Problema de parafuso?"

access_time21/04/2023 15:20

O apresentador Marcus Mion, do Caldeirão com Mion, da Rede Globo, não gostou nada da fala do presidente Lula sobre pessoas com deficiência mental. O presidente citou números, que seriam da Organização Mundial da Saúde, dizendo que 15% da população mundial sofre de algum problema de deficiência mental. Lula, então, deduziu que, no Brasil, são 30 milhões de pessoas com problema de "desequilíbrio de parafuso", disse. 

"Ele se refere dizendo que elas tem um problema de parafuso? Isso não só é muito pejorativo como incentiva que as pessoas continuem usando esses termos", criticou o apresentador. 

Mion, que é pai de um jovem autista, ficou indignado e postou vídeo na Internet."Como pai de um autista [o jovem Romeo Mion] eu me sinto atingido".

Pior de tudo é que a fala liga deficiência aos  ataques e ameaças ocorridos em escolas e violência de um modo geral. "...E por fim, irresponsavelmente, a fala dele liga deficientes intelectuais diretamente aos casos de violência que, infelizmente, a gente tem visto acontecer por todo o País e isso é um absurdo", revoltou-se. 

Veja o vídeo

Lei Romeo Mion

O projeto  2.573/2019 foi escrito pela deputada Rejane Dias e aprovado no Senado em dezembro de 2019. O então presidente Jair Bolsonaro, sancionou em janeiro de 2020.  A lei estabelece a emissão de uma Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA). A CipTEA em sua versão abreviada – ou seja, garante a todos aqueles com o diagnóstico de autismo um documento que possa ser apresentado para informar a condição do indivíduo. 

Além da documentação que facilita a identificação de uma pessoa no espectro autista, a Lei Romeo Mion ainda oferece outros benefícios aos usuários.

Alguns deles são: Atenção integral; Pronto atendimento e prioridade no atendimento e acesso aos serviços públicos e privados (em especial nas áreas de saúde, educação e assistência social).





Por: Redação REPÓRTER MT

Outras notícias

Comentários