Spigreen
Notícias recentes
OMS alerta para epidemia de DSTs na era dos aplicativos de encontros

OMS alerta para epidemia de DSTs na era dos aplicativos de encontros

access_time07/06/2019 09:20

A Organização Mundial de Saúde (OMS) fez um alerta nesta quinta-feira (6) para a falta de progresso

Novo presidente do BNDES pretende explicar “caixa-preta” em dois meses

Novo presidente do BNDES pretende explicar “caixa-preta” em dois meses

access_time17/07/2019 07:58

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) pretende explicar a “caixa-preta” na

Sinop: PM apreende carregamento de drogas avaliado em R$ 2 milhões

Sinop: PM apreende carregamento de drogas avaliado em R$ 2 milhões

access_time12/01/2021 06:24

Policiais militares apreenderam, há pouco, no bairro Alto da Glória, cerca de 70 kilos de pasta base

Pai registra BO contra tatuador por fazer tatuagem na filha de 14 anos sem autorização
Delegacia da Polícia Civil de Sorriso (MT) deve investigar o caso — Foto: Polícia Civil

Pai registra BO contra tatuador por fazer tatuagem na filha de 14 anos sem autorização

Pai também acionou o Conselho Tutelar da cidade. O procedimento custou R$ 400 e durou quase 5 horas

access_time15/01/2021 07:41

Um pai registrou um boletim de ocorrência, nessa quarta-feira (13), contra um tatuador suspeito de fazer uma tatuagem no braço da filha dele, de 14 anos, sem autorização, em Sorriso, no norte do estado. O pai também comunicou o Conselho Tutelar da cidade.

O procedimento foi realizado no dia 22 de dezembro e custou R$ 400. O valor foi pago pela adolescente no estúdio.

À polícia, o pai relatou que a filha mora com a mãe em Sorriso e ele em Goias. O pai teria viajado para Mato Grosso para buscar a menina para uma viagem com ele.

Ao encontrar a filha, ele viu a tatuagem e a questionou sobre quem teria feito o procedimento. Ao pai, a menina apontou o estúdio.

Conforme o boletim de ocorrência, o pai ligou para a mãe da menina, que afirmou que não autorizou a filha a fazer a tatuagem. Em seguida, o homem procurou o estúdio e questionou o profissional, já que a menina é menor de idade.

Segundo ele, o tatuador disse que fez o procedimento porque a adolescente havia pedido.

De acordo com o BO registrado, o estúdio não possui licença para funcionar.

A Polícia Civil deve investigar o caso.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários