Spigreen
Notícias recentes
Matupá: comandante abre sindicância para investigar policiais que ajudaram retirar cofre da casa de empresário assassinado

Matupá: comandante abre sindicância para investigar policiais que ajudaram retirar cofre da casa de empresário assassinado

access_time29/04/2020 20:03

O tenente-coronel e comandante regional da Polícia Militar, James Jacio Ferreira confirmou, em entre

Quadrilha presa por roubo de gado furtou 2 mil animais e causou prejuízo de R$ 3 milhões

Quadrilha presa por roubo de gado furtou 2 mil animais e causou prejuízo de R$ 3 milhões

access_time21/08/2020 09:08

Uma operação deflagrada pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (20) prendeu 20 pessoas envol

Produtor morre em acidente entre moto e caminhonete na entrada de Terra Nova do Norte

Produtor morre em acidente entre moto e caminhonete na entrada de Terra Nova do Norte

access_time29/05/2020 08:32

O produtor rural Odair Piccini, de 30 anos, morreu em uma grave acidente envolvendo uma moto (marca

Países latinos encomendam da Rússia novo remédio contra covid-19
América Latina faz pedido de antiviral desenvolvido pela Rússia contra covid-19

Países latinos encomendam da Rússia novo remédio contra covid-19

Antiviral Afivavir começa a ser usado em hospitais russos na próxima semana após testes com resultados promissores

access_time01/06/2020 10:47

O presidente do Fundo de Investimentos Diretos da Rússia, Kirill Dmitriev, admitiu nesta segunda-feira (1º) que já há pedidos internacionais, inclusive da América Latina, pelo antiviral Afivavir, que foi registrado no país como eficaz contra a covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

"Na medida em que formos cobrindo a demanda interna, acreditamos ser possível exportar para o exterior. Já recebemos vários pedidos de países do Oriente Médio e América Latina", explicou o dirigente máximo do fundo soberano de apoio à economia russa.

Segundo Dmitriev, em 11 de junho, o Afivavir, produzido a partir da base de um antiviral japonês, começará a ser enviado para hospitais da Rússia, para atender pacientes com Covid-19.

De acordo com os desenvolvedores, o medicamento demonstrou 90% de eficácia nos casos tratados durante a pesquisa e fase de testes, mas está proibido para mulheres grávidas.

As autoridades russas já indicaram que o Afivavir não estará a venda em farmácias, sendo utilizado apenas para administração em hospitais.

De acordo com balanço divulgado nesta segunda-feira, a Rússia registrou novos 9.035 casos de infecção pelo novo coronavírus e 162 mortes.





Por: R7

Outras notícias

Comentários