Spigreen
Notícias recentes
Menino de 11 anos morre após ser atingido com tiro disparado por criança de 12

Menino de 11 anos morre após ser atingido com tiro disparado por criança de 12

access_time15/10/2018 13:08

Um menino de 11 anos morreu nesse domingo (14) depois de ser atingido por um disparo de espingarda f

Sem concorrência no momento, Borja ganha importância e sequência no Palmeiras

Sem concorrência no momento, Borja ganha importância e sequência no Palmeiras

access_time17/02/2019 10:34

Se a semana de Borja começou com a notícia de um possível negócio com o futebol chinês, o qual a pri

Homem é preso suspeito de matar irmão com golpes de machado enquanto vítima dormia em MT

Homem é preso suspeito de matar irmão com golpes de machado enquanto vítima dormia em MT

access_time14/05/2020 15:29

Um homem suspeito de matar o próprio irmão com golpes de machado no município de Carlinda foi preso

Palmeiras vence com 3 de Borja e faz a melhor campanha da Libertadores
Borja: três gols e comemoração discreta (Nelson Almeida/AFP)

Palmeiras vence com 3 de Borja e faz a melhor campanha da Libertadores

Time paulista derrotou o Junior Barranquilla por 3 a 1 no Allianz Parque e vai ao mata-mata com a vantagem de decidir sempre em casa

access_time17/05/2018 08:07

Depois de viver momentos de turbulência com a derrota no clássico diante do Corinthians, o Palmeiras voltou a ter motivos para comemorar. Com um time recheado de reservas, a equipe bateu o colombiano Junior Barranquilla, no Allianz Parque, por 3 a 1 e confirmou a melhor campanha da fase de grupos da Copa Libertadores. O resultado dá a vantagem de decidir todos os confrontos do mata-mata como mandante.

Criticado pela torcida, Borja fez três gols e comemorou sem muito entusiasmo. O agora goleiro reserva Fernando Prass reviveu as noites de herói: pegou pênalti e fez ótimas defesas.

O placar também rendeu a classificação do Boca Juniors, que goleou o Alianza Lima por 5 a 0, em casa, e dependia de triunfo ou empate do time brasileiro para assegurar o segundo lugar do grupo.

O jogo

Já classificado na Copa Libertadores, o Palmeiras entrou em campo com a ambição também de acalmar a própria torcida. A derrota no domingo para o Corinthians causou arremesso de objetos contra o ônibus da equipe e manifestações na arena. A organizada passou a partida mais calada e pediu a saída do técnico Roger Machado. O público restante pareceu bem impaciente e sem tolerância a erros do time.

Para piorar, as falhas foram numerosas no começo do jogo. O time teve nove reservas (só Borja e Dudu de titulares) e muitos erros de posicionamento. A defesa marcava mal, a criação era lenta e o ataque perdia gols por tentar caprichar demais nas jogadas. Pelo menos a partida foi movimentada, pois como o Junior precisava ganhar, foi ofensivo, deixou espaços e criou ótimas chances. Fernando Prass fez três ótimas defesas no primeiro tempo.

O intervalo ficou marcado por vaias e cânticos das torcidas, o que pareceu ter ajudado a incentivar o time no vestiário, voltando mais decidido. Após um chute no travessão de Tchê Tchê, Borja abriu o placar aos seis minutos e aumentaria aos 14. Entre um gol e outro, Prass defendeu um pênalti (de marcação duvidosa) cobrado por Barrera, vibrou intensamente e cativou a torcida.

O gol do Junior, feito por Gutierrez, foi uma pausa para a continuação do show de Borja. O palmeirense anotou o terceiro dele, aos 23, e deixou o campo aplaudido pela torcida e pelos companheiros. Se a decepção pela derrota no dérbi pode não estar totalmente sanada, os reservas mostraram ter brio e personalidade para contornarem as vaias do público.

Com o triunfo, o Palmeiras encerrou sua participação na fase de grupos da Libertadores com 16 pontos no Grupo H. O Boca Juniors, segundo colocado, somou nove. Com sete pontos, o Junior Barranquilla terminou em terceiro e terá vaga na Copa Sul-Americana. E o lanterna Alianza Lima obteve apenas um ponto na chave.





Por: Estadão Conteúdo

Outras notícias

Comentários