Spigreen
Notícias recentes
Procurador de Justiça de MT se reúne com Moro em Brasília e pede base aérea para ampliar segurança da fronteira

Procurador de Justiça de MT se reúne com Moro em Brasília e pede base aérea para ampliar segurança da fronteira

access_time31/01/2019 08:58

O procurador de Justiça Paulo Prado participou de uma reunião com o ministro da Justiça Sérgio Moro,

Vizinho suspeito de estuprar, estrangular e matar criança de 8 anos é levado para cadeia

Vizinho suspeito de estuprar, estrangular e matar criança de 8 anos é levado para cadeia

access_time20/07/2019 09:58

O homem que foi preso suspeito de estuprar, estrangular e matar uma menina de 8 anos em Sorriso, a 4

Epidemia de obesidade no Brasil cresce 60% em 12 anos

Epidemia de obesidade no Brasil cresce 60% em 12 anos

access_time18/06/2018 10:51

Dados inéditos do Ministério da Saúde mostram que 18,9% da população acima de 18 anos nas capitais b

Pantanal de MT passa de 2,2 milhões de hectares destruídos pelas queimadas
Foto aérea mostra a fumaça das queimadas ao redor do rio Cuiabá, em Poconé (MT), no Pantanal — Foto: Amanda Perobelli/Reuters

Pantanal de MT passa de 2,2 milhões de hectares destruídos pelas queimadas

Somente nos últimos oito dias, o fogo destruiu 55 mil hectares, o que equivale a 55 mil campos de futebol

access_time14/10/2020 09:38

As queimadas no Pantanal mato-grossense devastaram 2.215.000 hectares até o último domingo (11), conforme dados do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama/Prevfogo) em parceria com o Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais (LASA/UFRJ).

Somente nos últimos oito dias, o fogo destruiu 55 mil hectares, o que equivale a 55 mil campos de futebol.

Se somadas as áreas queimadas de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, 27% do bioma foram destruídos. O número corresponde a 4.117.000 hectares.

A área atingida no ano chega a quase 33 mil km², que equivale à soma do território do Distrito Federal e de Alagoas. No mesmo período do ano passado, a devastação causada pelo fogo chegava a 12.948 km². A devastação observada apenas nos primeiros nove meses deste ano já superam todo o ano de 2019, que teve 20.835 km² atingidos.

Antes do atual recorde, o ano com a maior área queimada era 2005, quando foram destruídos 27.472 km².

O monitoramento do governo federal aponta que setembro teve ainda o maior número de queimadas desde o início das medições em 2002. Foram 14.264 focos de calor detectados de 1º a 30 de setembro, mais de 120% maior que o mesmo mês no ano passado.

De janeiro a setembro de 2020, o bioma teve 32.910 focos de queimadas. No mesmo período no ano passado, foram 6.476 focos de queimadas.





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários