anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Por decisão do TJ, prefeito deve ir a júri popular por duplo homicídio

Por decisão do TJ, prefeito deve ir a júri popular por duplo homicídio

access_time12/07/2023 13:05

O Tribunal de Justiça determinou que o prefeito de Confresa seja julgado em primeira instância pela

Justiça autoriza recuperação judicial de grupo do agro por dívida de R$ 236 milhões

Justiça autoriza recuperação judicial de grupo do agro por dívida de R$ 236 milhões

access_time06/12/2023 06:39

A juíza da 1ª Vara Regional e Especializada em Recuperação Judicial e Falência de Cuiabá, Anglizey S

Mercado eleva projeção para juros e inflação e reduz crescimento do país

Mercado eleva projeção para juros e inflação e reduz crescimento do país

access_time13/02/2023 12:33

Os analistas do mercado financeiro elevaram novamente a previsão de inflação e para a taxa básica de

Período proibitivo de uso de fogo em áreas rurais começa neste sábado (1º)
Crédito - Mayke Toscano/Secom

Período proibitivo de uso de fogo em áreas rurais começa neste sábado (1º)

Fica proibido o uso de fogo para limpeza e manejo de áreas rurais em Mato Grosso

access_time01/07/2023 08:41

Começa neste sábado (1º.07) o período proibitivo de uso de fogo para limpeza e manejo de áreas rurais em Mato Grosso. A medida segue vigente até dia 31 de outubro de 2023 e está prevista no decreto nº 259/2023, publicado em edição extra do Diário Oficial do dia 5 de maio, levando em consideração o risco de incêndios florestais de grandes proporções.

As licenças de queima controlada emitidas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente ficam suspensas durante o período restritivo. Já o uso do fogo em áreas urbanas é proibido o ano todo.

O decreto também declarou situação de emergência ambiental entre maio e novembro, o que possibilita a mobilização de esforços governamentais para a prevenção e combate aos incêndios e as contratações e aquisições necessárias ao período de alto risco de incêndios florestais.

Conforme o documento, foram levadas em consideração as condições climáticas do período, com previsão de estiagem, altas temperaturas, umidade relativa do ar baixa e intensos ventos, que favorecem ocorrências de incêndios florestais.

No período de emergência ambiental fica autorizada a contratação de brigadistas temporários, com a finalidade de auxiliar os bombeiros militares na prevenção e combate aos incêndios nas comunidades mais atingidas. 

A proibição do uso do fogo não se aplica às práticas de prevenção e combate a incêndios realizadas ou supervisionadas pelas instituições públicas responsáveis pela prevenção.





Por: Renata Prata | Sema/MT

Outras notícias

Comentários