anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Delegado detalha esquema de Carlinhos Bezerra para monitorar todos os passos de Thays

Delegado detalha esquema de Carlinhos Bezerra para monitorar todos os passos de Thays

access_time31/01/2023 10:14

O delegado Marcel Oliveira, da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), res

PF cumpre mandados de prisão contra suspeitos de liderar invasão no DF

PF cumpre mandados de prisão contra suspeitos de liderar invasão no DF

access_time16/01/2023 11:16

A Polícia Federal (PF) cumpre cinco mandados de busca e apreensão e três de prisão temporária nesta

14 criminosos são presos por invasão de terra em Querência

14 criminosos são presos por invasão de terra em Querência

access_time18/04/2023 10:17

A Polícia Militar de Mato Grosso prendeu nesta segunda-feira (17.04) 14 criminosos responsáveis pela

Pesquisa aponta que agrotóxicos contaminaram água de 2 municípios em MT
De acordo com especialistas, essa situação representa risco à saúde. — Foto: Banco de imagens

Pesquisa aponta que agrotóxicos contaminaram água de 2 municípios em MT

No total, 28 municípios do país estão na lista dos locais onde foram encontradas substâncias nocivas à população dentro da rede de distribuição de água.

access_time25/10/2023 08:47

O Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (SISAGUA) identificou que há presença de agrotóxicos nas águas dos municípios de Matupá e Marcelândia, está acima do limite considerado seguro pelo Ministério da Saúde.

De acordo com especialistas, essa situação representa risco à saúde, principalmente se a água contaminada for consumida de forma contínua.

Em nota, a Aegea-MT, empresa responsável pela distribuição de água no município, informou que se trata “apenas de um erro de digitação do resultado divulgado”. De acordo com a companhia, os dados serão corrigidos no Sisagua.

O levantamento apontou que a água da população de Marcelândia, que está em uma crescente expansão agrícola, principalmente na produção de soja e milho, foi encontrada uma substância conhecida como atrazina, em níveis considerados perigosos.

Segundo o professor de toxicologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Fábio Kummrow, essa substância é proibida na União Europeia desde 2004, pois, segundo ele, está associado à ocorrências de distúrbios endócrinos.

No entanto, nos Estados Unidos e no Brasil, a atrazina segue na lista dos cinco agrotóxicos mais vendidos anualmente.

O alerta máximo para contaminação da água acendeu em 28 municípios brasileiros em 2022. Além de MT, os estados de Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Tocantins também receberam alertas.





Por: g1 MT e TV Centro América

Outras notícias

Comentários