Spigreen
Notícias recentes
Mercado financeiro prevê queda de 5,12% na economia este ano

Mercado financeiro prevê queda de 5,12% na economia este ano

access_time18/05/2020 09:41

O mercado financeiro continua a revisar a estimativa de queda da economia neste ano. Pela 14ª semana

Os 101 ocupantes do avião que caiu no México estão vivos, diz empresa

Os 101 ocupantes do avião que caiu no México estão vivos, diz empresa

access_time01/08/2018 08:19

O diretor da companhia Aeroméxico, Andrés Conesa, disse que por enquanto "não há relatos" de vítimas

Justiça proíbe estado de parcelar pagamento de aposentados e pensionistas em MT

Justiça proíbe estado de parcelar pagamento de aposentados e pensionistas em MT

access_time26/03/2019 07:30

A Justiça proibiu o parcelamento do pagamento dos aposentados e pensionistas do Poder Executivo de M

Petrobras quer vender mais ativos de exploração e produção
© Geraldo Falcão / Agência Petrobras

Petrobras quer vender mais ativos de exploração e produção

Decisão foi tomada devido à crise provocada pela pandemia

access_time15/09/2020 07:41

A Petrobras anunciou que pretender vender mais ativos relacionados à exploração e produção, retirada de petróleo e gás do subsolo. A decisão foi tomada devido à crise provocada pela pandemia de covid-19.

A estatal informou, por meio de nota divulgada na noite de ontem (15), que quer focar mais nos ativos de classe mundial, em águas profundas e ultraprofundas, como os campos do pré-sal, com destaque para Búzios, mas não detalhou que ativos (campos e plataformas) devem ser incluídos em seu plano de desinvestimento. O anúncio deve ser feito após a aprovação do Plano Estratégico 2021-2025, no fim de novembro.

A Petrobras já iniciou a venda de campos terrestres e daqueles em águas rasas. “A revisão do portfólio está de acordo com as premissas de preço divulgadas nos resultados do primeiro trimestre. Além disso, foram consideradas as seguintes diretrizes: (a) foco na desalavancagem, atingindo a meta de dívida bruta de US$ 60 bilhões em 2022; (b) foco na resiliência, priorizando projetos com breakeven de preço de Brent de no máximo US$ 35/ barril e aderentes à estratégia da companhia e; (c) revisão de toda a carteira de investimentos e desinvestimentos”, informa nota da empresa.

A venda desses novos ativos deve reduzir os gastos com bens de capital (Capex) em US$ 14 a 24 bilhões, em relação aos US$ 64 bilhões informados no Plano Estratégico de 2020-2024.





Por: Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Outras notícias

Comentários