ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é internado em Brasília

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é internado em Brasília

access_time28/08/2019 08:52

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, de 44 anos, foi internado no Hospital das Forças Armada

Mega-Sena deste sábado sorteia prêmio de R$ 22 milhões

Mega-Sena deste sábado sorteia prêmio de R$ 22 milhões

access_time30/07/2022 09:51

O Concurso 2.505 da Mega-Sena, que será realizado hoje (30) à noite em São Paulo, deve pagar prêmio

Dodge contesta no TSE candidatura de Lula à Presidência

Dodge contesta no TSE candidatura de Lula à Presidência

access_time16/08/2018 07:41

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, apresentou na noite desta quarta-feira (15) ao Tribu

PF deflagra Operação Lavagem de Ouro em nove estados; Matupá e Terra Nova estão na lista

PF deflagra Operação Lavagem de Ouro em nove estados; Matupá e Terra Nova estão na lista

São cumpridos 52 mandados de busca e apreensão

access_time28/06/2022 09:32

A Polícia Federal cumpre hoje (28) 52 mandados de busca e apreensão em endereços relacionados a líderes de um grupo investigado por crimes de lavagem de dinheiro, fruto da extração e comércio ilegais de ouro.

A Operação Lavagem de Ouro é feita em conjunto com a Receita Federal e também busca os principais intermediários que atuam na lavagem desses ativos. Os mandados estão sendo cumpridos em São Paulo, Mato Grosso, Goiás, no Pará, Paraná, na Paraíba, no Rio de Janeiro, em Pernambuco, Rondônia e no Distrito Federal.

No Mato Grosso, são cumpridos 13 mandados de busca e apreensão, sendo nove em Cuiabá, dois em Pontes e Lacerda e os outros em Matupá e Terra Nova do Norte.

A Justiça Federal determinou o bloqueio de contas de 40 investigados, no valor de até R$ 614 milhões. Foram aprendidos, até o momento, aparelhos de telefonia móvel e computadores dos investigados, documentos relacionados ao comércio ilegal de ouro, além de ouro em diversos endereços.

Os crimes apurados são de lavagem de ativos, receptação qualificada, falsidade Ideológica, redução do pagamento de tributos federais, dificultar a ação fiscalizadora ambiental do poder público, por meio da omissão no pagamento de compensação financeira pela exploração de recursos minerais, promoção de organização criminosa e usurpação de bem mineral da União.





Por: Flávia Albuquerque - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

Outras notícias

Comentários