anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Justiça autoriza exame de insanidade mental de sobrinho que matou tia e arrancou o coração dela

Justiça autoriza exame de insanidade mental de sobrinho que matou tia e arrancou o coração dela

access_time10/09/2019 10:29

A Justiça autorizou que Lumar Costa da Silva, de 28 anos, acusado de matar a tia, Maria Zélia da Sil

Campanha de vacinação contra influenza começa nesta segunda-feira

Campanha de vacinação contra influenza começa nesta segunda-feira

access_time23/03/2020 07:16

Com a estratégia de diminuir a quantidade de pessoas com gripe nesse inverno, a Secretaria de Estado

Japão fabricará roupas a partir de garrafas de plástico recicladas

Japão fabricará roupas a partir de garrafas de plástico recicladas

access_time17/09/2019 08:04

A partir da primavera do ano que vem, uma gigante japonesa do setor de roupas do Japão planeja vende

PF deflagra operação Rota 364 para combater o tráfico internacional de drogas
Dinheiro apreendido na operação Rota 364 — Foto: PF/Divulgação

PF deflagra operação Rota 364 para combater o tráfico internacional de drogas

Mandados são cumpridos em Rondônia, Mato Grosso e Distrito Federal. Quadrilha movimentou R$ 1 milhão, segundo PF

access_time28/11/2019 11:36

A Polícia Federal (PF) deflagrou uma operação, nesta quinta-feira (28), para combater o tráfico internacional de drogas em Rondônia, Mato Grosso e Distrito Federal. A operação é chamada de Rota 364.

Mais de R$ 1 milhão foram movimentados pela quadrilha através do tráfico de drogas nos últimos meses, segundo a PF.

Ao todo, 21 mandados judiciais são cumpridos, sendo dois de prisão preventiva, quatro de prisão temporária e 15 de busca e apreensão.

Segundo a PF, a operação Rota 364 identificou, nos últimos meses, uma organização criminosa atuando no tráfico internacional de drogas em Guajará-Mirim, onde tinha sua base. Porém o grupo tinha "ramificações" na capital Porto Velho e em outros estados do Sul e Centro-Oeste.

Os investigadores apuraram que a quadrilha comprava cocaína dos fornecedores bolivianos, na cidade de Guayaramerín. Depois de fazer o pagamento pela droga, escondiam os entorpecentes em veículos “preparados” e, na sequência, realizavam o transporte do produto ilícito até o destino final por meio da rodovia BR-364.

A PF cumpre os mandados em Guajará-Mirim e Porto Velho, além das cidades de Cuiabá e Brasília.





Por: G1 RO — Porto Velho

Outras notícias

Comentários