anuncie aqui
Notícias recentes
STF autoriza acordo da Telebras com Viasat para uso de satélite

STF autoriza acordo da Telebras com Viasat para uso de satélite

access_time17/07/2018 16:31

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, suspendeu a liminar que impedia o cont

Justiça destina aeronave apreendida com droga às forças de segurança de MT

Justiça destina aeronave apreendida com droga às forças de segurança de MT

access_time19/10/2018 17:47

Uma aeronave, apreendida em março deste ano com 350 quilos de drogas será utilizada pelo Centro Inte

Chuvas torrenciais matam ao menos 109 no Japão

Chuvas torrenciais matam ao menos 109 no Japão

access_time09/07/2018 19:24

O número de mortos devido a chuvas torrenciais e deslizamentos no oeste do Japão subiu para 109 nest

PF e Ibama desativam garimpos ilegais em reservas indígenas de RO e MT

PF e Ibama desativam garimpos ilegais em reservas indígenas de RO e MT

Ação foi feita com apoio de soldados da Força Nacional. Materiais usados na extração de minérios foram destruídos pelos agentes

access_time14/07/2018 11:55

A Polícia Federal (PF) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) desativaram, neste mês de julho, vários garimpos ilegais funcionando em três reservas indígenas de Rondônia e Mato Grosso. Dois helicópteros foram usados para sobrevoarem e transportarem os policiais até as terras indígena Sete de Setembro, Parque do Aripuanã e Terra Indígena Roosevelt.

Segundo o Departamento da Polícia Federal (DPF) de Ji-Paraná (RO), que conduziu as investigações, 16 policiais federais, oito soldados da Força Nacional e oito agentes do Ibama percorreram as reservas na divisa entre os dois estados em busca de garimpos clandestinos.

Dezenas de maquinários foram encontrados extraindo minérios nas áreas de reservas.

Após o flagrante de extração ilegal, os agentes incendiaram pás-carregadeiras e dragas, além de inúmeros acampamentos montados na floresta, às margens das áreas de garimpo. Segundo a DPF, estes pontos serviam como base paras as atividades ilegais. Ninguém foi preso pela garimpagem.

Ainda conforme a PF, o número e o valor dos materiais destruídos ainda estão sendo contabilizados.

Na operação, o Ibama lavrou Termos de Apreensão e de Destruição/Inutilização dos materiais achados nos garimpos e a PF instaurou inquérito para apurar a autoria da atividade criminosa. Ninguém foi preso pelos garimpos ilegais nas reservas.





Por: G1 RO, Porto Velho

Outras notícias

Comentários