Kurupí
Notícias recentes
MT abate 5 milhões de cabeças de gado em 2018, cerca de 9% a mais que no ano anterior

MT abate 5 milhões de cabeças de gado em 2018, cerca de 9% a mais que no ano anterior

access_time16/01/2019 08:05

O número de abates de gado em Mato Grosso, cresceu cerca de 9% em 2018, comparado ao ano anterior. S

Kim Jong-un chega ao Vietnã para segunda cúpula com Trump

Kim Jong-un chega ao Vietnã para segunda cúpula com Trump

access_time26/02/2019 07:18

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, chegou nesta terça-feira (26) ao Vietnã cercado de um forte

Dias Toffoli arquiva inquérito contra deputado Bruno Araújo

Dias Toffoli arquiva inquérito contra deputado Bruno Araújo

access_time03/07/2018 07:29

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli decidiu arquivar inquérito aberto contra o

PF faz operação combatendo fraudes ambientais; avião e veículos apreendidos; um preso

PF faz operação combatendo fraudes ambientais; avião e veículos apreendidos; um preso

Fonte: Só Notícias

access_time06/02/2019 07:55

Policiais federais e fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) fizeram, terça-feira (05), em Itaúba (90 km de Sinop), a operação Floresta Virtual 2 por fraudes em sistemas de controle e movimentação de madeira. O delegado Samir Zugaib da PF em Sinop informou, ao Só Notícias, que a justiça ordenou 4 mandados de buscas e apreensões que “foram cumpridos em duas madeireiras e em duas residências (de empresários)”. Em uma delas, foram encontradas munições, um madeireiro foi preso, em flagrante, e encaminhado ao presídio Ferrugem em Sinop.

O delegado também confirmou que foram cumpridas ordens judiciais de apreensões de diversos bens dos investigados, dentre eles um avião e 19 veículos. Cerca de 12 foram localizados ou identificados. “Independente de serem localizados estão com documentação bloqueada, por ordem judicial, e os investigados não podem fazer nada com eles”, explicou Samir. Também houve apreensão de dinheiro.

Essa fase da operação é desdobramento da operação feita ano passado porque foi constatado que as fraudes continuam sendo feitas nos sistemas de controle e movimentação de produtos florestais (Sisflora) e o Sistema-DOF. Segundo a assessoria, a partir do monitoramento sistemático dos sistemas de controle florestal, foi identificado que os investigados causaram prejuízos ambientais estimados em mais de R$ 15 milhões, apenas no ano passado.

De acordo com a assessoria da PF, “as investigações apontam que os envolvidos permitiam o “esquentamento” de produtos florestais extraídos ilegalmente de áreas especialmente protegidas, como áreas de preservação permanente, unidades de conservação e terras indígenas. A apuração policial também indica que diversas madeireiras fantasmas ou com baixo potencial produtivo foram constituídas pelos investigados em nome de interpostas pessoas (laranjas), visando unicamente a geração e movimentação virtual fraudulenta de créditos de produtos florestais.





Por: Só Notícias

Outras notícias

Comentários