anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Mulher denuncia para polícia ter apanhado do marido em Colíder após tentar ver mensagens no celular

Mulher denuncia para polícia ter apanhado do marido em Colíder após tentar ver mensagens no celular

access_time06/04/2023 17:33

A vítima, de 25 anos, denunciou o companheiro à delegacia de Polícia Civil, ontem, pelo crime de vio

Homens são detidos após cavarem um buraco na Muralha da China para criar um atalho

Homens são detidos após cavarem um buraco na Muralha da China para criar um atalho

access_time05/09/2023 07:38

A polícia da província de Shanxi deteu dois homens que abriram um buraco com uma escavadeira na Gran

Prefeitura investiga morte suspeita de menina de 3 anos em UPA; médica foi afastada

Prefeitura investiga morte suspeita de menina de 3 anos em UPA; médica foi afastada

access_time13/03/2023 10:12

A pequena Manoella Tecchio, de apenas 3 anos de idade, morreu na última quinta-feira (09) em uma Uni

PGR denuncia mais 100 pessoas por atos de 8 de janeiro; total passa de mil
Policiais do Choque usam bombas de efeito moral para dispersar vândalos da Praça dos Três Poderes, em Brasília
Foto por: WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

PGR denuncia mais 100 pessoas por atos de 8 de janeiro; total passa de mil

Denunciados devem responder, em liberdade, por incitação à prática de crime e associação criminosa; penas podem chegar a 3 anos e 3 meses de reclusão

access_time16/03/2023 14:22

Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou nesta quinta-feira, 16, 100 novas denúncias contra pessoas acusadas de envolvimento nos atos de 8 de janeiro, em Brasília. Na ocasião, as sedes dos Três Poderes foram invadidas e depredadas, incluindo instalações do Congresso Nacional, Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal. Desde o início das investigações, o Grupo Estratégico de Combate aos Atos Antidemocráticos já denunciou 1.037 pessoas. Elas devem responder, em liberdade, por incitação equiparada pela animosidade das Forças Armadas contra os Poderes Constitucionais e associação criminosa, com penas que podem chegar a 3 anos e 3 meses de reclusão.

As novas acusações foram protocoladas na quarta-feira, 15, no Inquérito 4.921, que apura a participação de incitadores dos atos e partem da identificação de três grupos de infratores: participantes ativos, o que inclui aqueles que invadiram os edifícios e atuaram na depredação do patrimônio público; pessoas que avançaram as barreiras policias de proteção dos edifícios; e membros que acamparam nas imediações do Quartel-General, solicitando intervenção das Forças Armadas e incitando animosidade entre estas e os Poderes Constitucionais. Segundo a PGR, os denunciados nesta quinta eram membros do acampamento e faziam parte do último grupo.

O órgão também reforça que os documentos e informações analisadas pelos investigadores antes da elaboração das denúncias contempla ainda “farto material reunido e encaminhado pelos órgãos públicos atingidos” e que as acusações “explicitam a possibilidade de serem apresentadas novas denúncias, caso as investigações – ainda em curso – revelem que a pessoa deve responder também por outros crimes, seja de ação ou omissão”.





Por: Jovem Pan

Outras notícias

Comentários