anuncie aqui
Notícias recentes
São Paulo pode superar sequência invicta que não vem desde 1996; veja jogos da 8ª rodada

São Paulo pode superar sequência invicta que não vem desde 1996; veja jogos da 8ª rodada

access_time30/05/2018 10:47

Quarto colocado com 13 pontos, um a menos que o líder Flamengo, o São Paulo vem tendo um início de C

Vigilante que atirou 4 vezes e matou sargento diz que se assustou ao ser abordado

Vigilante que atirou 4 vezes e matou sargento diz que se assustou ao ser abordado

access_time25/05/2018 14:28

O vigilante Luiz Fernando Nunes de Souza, de 31 anos, que foi preso na madrugada desta sexta-feira (

Dono de joalheria reage a assalto e mata criminoso em Mato Grosso

Dono de joalheria reage a assalto e mata criminoso em Mato Grosso

access_time23/05/2018 07:18

Um dono de joalheria matou assaltante a tiros na tarde dessa terça-feira (22), em Nova Mutum (242 km

Pintura de Coutinho e gol polêmico da Suíça: Brasil apenas empata na estreia da Copa
Firmino lamenta chance perdida em Brasil 1 x 1 Suíça (Foto: Reuters)

Pintura de Coutinho e gol polêmico da Suíça: Brasil apenas empata na estreia da Copa

Meia-atacante do Barcelona deixa a Seleção na frente em lindo chute de fora da área. Só que cabeçada de Zuber, após empurrão em Miranda, tira vitória brasileira e interrompe sequência positiva que vinha desde 1982

access_time17/06/2018 18:27

Não foi com 0 a 0, mas Brasil e Suíça, duas das melhores defesas classificadas à Copa do Mundo, empataram na estreia, em Rostov: 1 a 1. Em um duelo de poucas chances, sobretudo no primeiro tempo, o placar só foi aberto neste domingo graças a um chutaço de fora da área de Coutinho. E voltou a mudar uma única vez, no começo da etapa final, em jogada de bola parada. Zuber aproveitou cobrança de escanteio – e um empurrão em Miranda – para saltar livre e cabecear à rede. A equipe de Tite pressionou nos minutos finais em busca da vitória, mas não conseguiu o segundo gol.

PRIMEIRO TEMPO
A primeira finalização com algum perigo ao gol foi da Suíça, aos três minutos. Mas a primeira e última do time europeu. Depois que Dzemaili recebeu de direita e chutou de primeira, por cima, Alisson trabalhou mais com os pés, na saída de bola, do que com as mãos. O Brasil, apesar de conseguir sair da marcação e fazer a transição ao ataque, também não teve muitas chances perto de Sommer – um chute de Paulinho no começo e um cabeceio de Thiago Silva para fora nos minutos finais. Foi de longe da área que a equipe de Tite abriu o placar: aos 19 minutos, Coutinho, ao seu melhor estilo, cortou para o meio e bateu no ângulo direito. Golaço.

Gol de Phillipe Coutinho em Brasil x Suíça
Gol de Phillipe Coutinho em Brasil x Suíça (Foto: Getty Images)

SEGUNDO TEMPO
A vantagem brasileira durou quatro minutos depois do intervalo. Numa cobrança de escanteio, Zuber saltou, depois de empurrar Miranda pelas costas, e cabeceou a bola para a rede. Ele já tinha dado trabalho a Danilo ao longo da primeira etapa. Tite não demorou muito a mexer. A primeira alteração foi a entrada de Fernandinho no lugar de Casemiro, que estava pendurado. Renato Augusto substituiu Paulinho, e Gabriel Jesus foi trocado por Firmino. O Brasil partiu em busca do segundo gol. Até assustou em cabeceio de Thiago Silva e chutes de Neymar, Fernandinho e Renato Augusto, mas não conseguiu nada além de oferecer espaços à Suíça, que também não soube aproveitá-los.

Zuber sobe para marcar o gol da Suíça contra o Brasil
Zuber sobe para marcar o gol da Suíça contra o Brasil (Foto: Jason Cairnduff/Reuters)

SEM VAR
Assim que o árbitro confirmou o gol suíço, Miranda foi até ele, levou a mão a boca e timidamente reclamou de um empurrão. Mas a timidez desapareceu assim que o telão do estádio mostrou o replay do lance. Os outros jogadores reforçaram o coro, mas o mexicano César Ramos não deu ouvidos. Assim foi também quando Gabriel Jesus se queixou de um suposto pênalti não marcado.

COUTINHO
Escalado da forma que Tite mais gosta – por dentro, e não aberto pela ponta esquerda, faixa do campo em que chegou a atuar na ausência de Neymar –, o meia fez seu 11º gol em 37 jogos com a camisa verde-amarela.

COMO PARAR NEYMAR?
Em entrevista na véspera da partida, Lichtsteiner admitiu que é praticamente impossível neutralizar o camisa 10 totalmente em 90 minutos. O capitão suíço tinha razão, tanto que ele e dois colegas seus (Schaer e Behrami) receberam cartão por terem que pará-lo com faltas. Mas o brasileiro, que adotou visual chamativo, também foi bem marcado, sim, e não teve vida fácil. Foram 10 faltas nele ao longo dos 90 minutos.

Jogador da Suíça recebe cartão amarelo após falta em Neymar
Jogador da Suíça recebe cartão amarelo após falta em Neymar (Foto: AFP)

CLASSIFICAÇÃO E PRÓXIMO JOGO
Como a Sérvia venceu a Costa Rica mais cedo, o empate entre Brasil e Suíça faz com que as duas equipes dividam a segunda colocação, com um ponto cada. Na sexta-feira, às 8 horas (de Mato Grosso), os adversários da Seleção na segunda rodada serão os costarriquenhos, em São Petersburgo.





Por: Globo Esporte

Outras notícias

Comentários