ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Pela terceira vez na história, uma mulher ganha o Nobel de física

Pela terceira vez na história, uma mulher ganha o Nobel de física

access_time04/10/2018 08:29

Os lasers estão por todo lugar. Cirurgias médicas, procedimentos estéticos, leitor de código de barr

Retomar dinheiro de corrupto funciona mais que prisão, diz AGU

Retomar dinheiro de corrupto funciona mais que prisão, diz AGU

access_time20/07/2019 09:48

O advogado-geral da União, André Luiz Mendonça, afirmou que recuperar dinheiro de corrupção ainda é

Valor da multa aplicada por atear fogo em unidades de conservação dobra e pode chegar a R$ 15 mil em MT

Valor da multa aplicada por atear fogo em unidades de conservação dobra e pode chegar a R$ 15 mil em MT

access_time04/07/2022 11:34

O valor da multa aplicada por atear fogo em unidades de conservação dobrou e pode chegar a R$ 15 mil

Polícia Federal indicia 15 pessoas por extrair de forma ilegal ouro que seria levado para a Europa
Os 111 kg de ouro apreendidos pelas polícias Federal e Militar em avião monomotor no aeroporto de Goiânia Goiás
Foto por: Divulgação/Polícia Federal

Polícia Federal indicia 15 pessoas por extrair de forma ilegal ouro que seria levado para a Europa

Mais de 100 kg do minério foi apreendido em uma aeronave no Aeroporto de Goiânia. Segundo a PF, minério era retirado de garimpos ilegais no MT e tinha com destino a Itália

access_time25/03/2022 11:10

A Polícia Federal indiciou 15 pessoas por extrair, transportar e comercializar de forma ilegal ouro que seria levado para a Europa. Investigação começou há 2 anos, após mais de 100kg do minério ser encontrado em avião no Aeroporto de Goiânia.

Os nomes dos indiciados não foram divulgados, por isso, a reportagem não conseguiu localizar a defesa deles até a última atualização desta reportagem.

No mesmo dia da apreensão da carga em Goiânia, um suspeito foi preso. Segundo a PF, o ouro era extraído em garimpos ilegais do Mato Grosso e tinha como destino a Itália. Mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Goiás, MT e São Paulo, além da apreensão de duas aeronaves.

De acordo com a PF, entre as 15 pessoas identificadas estão:

  • garimpeiros: que extraíam o ouro
  • intermediários: que fizeram a pesagem e o beneficiamento do minério;
  • grandes empresários: que adquiriam o ouro e o transportavam em aeronaves com notas fiscais falsas;
  • financiadores: pessoas que financiavam o grupo para a manutenção dos crimes.

Investigação

A Polícia Federal informou que, após a apreensão da carga em 2019, os grandes empresários venderam imóveis de alto valor em Goiânia, com o intuito de se livrar das investigações. E pessoas que os ajudaram na lavagem de dinheiro também foram identificadas e indiciadas.

Os policiais disseram que, o longo dos últimos anos, os indiciados foram responsáveis pela extração de mais de uma tonelada de ouro. Uma carga avaliada em cerca de R$ 457 milhões.

Ainda conforme a PF, as 15 pessoas foram indiciadas pelos crimes de crimes de organização criminosa, usurpação de bem da União, extração de ouro sem autorização legal, receptação qualificada, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

A PF informou que os indiciados respondem pelos crimes em liberdade. Não foi informado o que eles disseram em depoimento.





Por: Jamyle Amoury, g1 Goiás

Outras notícias

Comentários