anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Oito municípios de MT estão entre os 50 do país que mais desmataram em 2019

Oito municípios de MT estão entre os 50 do país que mais desmataram em 2019

access_time27/05/2020 18:50

Relatório Anual de Desmatamento, organizado pelo projeto MapBiomas e divulgado nessa terça-feira (26

Decreto do indulto humanitário é publicado no Diário Oficial

Decreto do indulto humanitário é publicado no Diário Oficial

access_time11/02/2019 09:55

O decreto de indulto humanitário para conceder liberdade a presos portadores de doenças graves e em

PRF apreende mais de 289 kg de pescado irregular em Pontes e Lacerda

PRF apreende mais de 289 kg de pescado irregular em Pontes e Lacerda

access_time09/10/2019 08:45

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu durante a manhã desta terça-feira (7) cerca de 289,15 k

Policiais e agentes do IBAMA destroem máquinas utilizadas na extração ilegal de minérios em Mato Grosso

Policiais e agentes do IBAMA destroem máquinas utilizadas na extração ilegal de minérios em Mato Grosso

access_time18/10/2021 08:55

A Polícia Federal, com o apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Fundação Nacional do Índio fez, ontem, mais uma ação para combater extração ilegal de minérios, na Terra Indígena Sararé, Garimpo “Babalu” e Cooper Pontes, na região de Pontes e Lacerda (444 quilômetros de Cuiabá). De acordo com a assessoria, foram destruídas seis escavadeiras hidráulicas e motores.

Entre os dias 28 do mês passado e 1º deste também foi feita ações da operação na região. Os agentes apreenderam 21 escavadeiras hidráulicas. Dessas, 19 foram inutilizadas e duas foram destinadas a instituições públicas.

Foram inutilizados ainda três veículos de passeio, um quadrículo, três motos e 80 motores estacionários, quatro barcos, insumos, e toda a estrutura utilizada na atividade ilegal. Ocorreu ainda a prisão de uma pessoa por porte ilegal de arma de fogo e com ela foi apreendido ouro proveniente da exploração ilegal.

A ação de encerramento da atividade garimpeira, somente foi possível, pela integração dos órgãos de fiscalização e repressão. O Ibama usou o poder de fiscalização para permitir a atuação das forças policiais em toda a extensão do garimpo, e a Funai realizou um levantamento prévio com a utilização de drones, que possibilitou a localização das máquinas utilizadas na atividade garimpeira.





Por: Redação Só Notícias (fotos: assessoria)

Outras notícias

Comentários