Kurupí
Notícias recentes
Quase 100 kg de pescado irregular são apreendidos em ação de fiscalização

Quase 100 kg de pescado irregular são apreendidos em ação de fiscalização

access_time20/06/2018 09:19

Quase 100 kg de pescado irregular foram apreendidos no Rio Culuene em Canarana, a 838 km de Cuiabá,

Tite convoca hoje os 23 jogadores que disputarão a Copa da Rússia

Tite convoca hoje os 23 jogadores que disputarão a Copa da Rússia

access_time14/05/2018 07:21

A convocação da seleção brasileira de futebol para a Copa do Mundo Rússia 2018, prevista para esta s

Hoje (15) haverá sessão ordinária na Câmara de Vereadores de Peixoto

Hoje (15) haverá sessão ordinária na Câmara de Vereadores de Peixoto

access_time15/10/2018 12:58

O presidente da Câmara e os Vereadores convidam toda população, para acompanharem a sessão Ordinária

Ponte Rio-Niterói: após quatro horas, sequestrador é morto pela polícia

Ponte Rio-Niterói: após quatro horas, sequestrador é morto pela polícia

Homem foi atingido após descer do ônibus e jogar um objeto em direção aos negociadores. Não há informações sobre estado de saúde dos reféns

access_time20/08/2019 09:50

Após quatro horas de negociações, o homem que sequestrava um ônibus na ponte Rio-Niterói foi morto pela Polícia Militar. O suspeito fez 37 pessoas reféns em um ônibus durante a manhã desta terça-feira (20). O sequestrador havia descido do ônibus e arremessado um objeto em direção aos negociadores, no momento que foi ao chão.

Segundo informações, o sequestrador não resistiu aos ferimentos. Não se sabe sobre o estado de saúde dos reféns que ainda estavam no coletivo. Ambulâncias estão no local fazendo atendimento aos passageiros.

Múltiplos disparos foram ouvidos por repórteres e motoristas que estavam na ponte. De acordo com o porta-voz da Polícia Militar, coronel Mauro Fliess, o suspeito foi atingido por um tiro de um sniper - atirador de elite - posicionado sobre o caminhão do Corpo de Bombeiros. 

O porta-voz complementou dizendo que o sequestrador usava uma arma de brinquedo e havia espalhado combustível por todo o ônibus. Uma imagem de uma espécie de varal de gasolina foi feita por um dos reféns no coletivo.

Momentos antes do término do sequestro, o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), que comandava as negociações, pediu para que o espaço aéreo no entorno da ponte fosse fechado e as equipes de televisão se afastassem.

Em contato com a reportagem, uma fonte da Polícia Militar declarou que o sequestrador estava acompanhando a cobertura da imprensa por um aplicativo de televisão no celular.

Sequestrador no Rio usou máscara igual ao atirador de Suzano

Após serem liberados pelo sequestrador, reféns disseram que o suspeito pedia R$ 30 mil pelo resgate. Durante as quase quatro horas de negociações, seis pessoas foram soltas.

O sequestro e ação da Polícia Militar serão investigados pela DH-Capital (Delegacia de Homicídios), na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro.





Por: Por R7

Outras notícias

Comentários