ALUGAR CAMPO
Notícias recentes
Jovem é preso com droga conhecida como 'supermaconha' em ônibus de MT

Jovem é preso com droga conhecida como 'supermaconha' em ônibus de MT

access_time04/02/2019 07:42

Um jovem de 21 anos foi preso em Itiquira, a 351 km de Cuiabá, após ser flagrado com 1,7 kg de “skun

Incêndio deixa armazém de grãos destruído em Sorriso

Incêndio deixa armazém de grãos destruído em Sorriso

access_time06/10/2020 08:15

Um armazém de grãos foi destruído pelo fogo durante um incêndio registrado em uma empresa agrícola n

Trabalhadores nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial

Trabalhadores nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial

access_time10/06/2021 09:30

A partir desta quinta-feira (10), os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Prog

Presidente Bolsonaro indica Aras para novo mandato na PGR

Presidente Bolsonaro indica Aras para novo mandato na PGR

Procurador-geral terá que ser aprovado pelo Senado

access_time20/07/2021 17:15

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (20) que indicou o atual procurador-geral da República, Augusto Aras, para um novo mandato de dois anos à frente do órgão. Indicado pelo próprio Bolsonaro em 2019, Aras terminará o mandato em setembro.

Em comunicado oficial, Augusto Aras disse se sentir honrado com a recondução pelo presidente. “Honrado com a recondução para o cargo de procurador-geral da República, reafirmo meu compromisso de bem e fielmente cumprir a Constituição e as Leis do País”.

Aras ainda precisa ser novamente sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e, se aprovado, a recondução ainda deverá ser votada pelo plenário, por maioria simples. Se confirmado para um novo mandato, ele ficará no cargo até 2023. 

Com a indicação de Aras, Bolsonaro deixou de lado a lista tríplice apresentada por representantes do Ministério Público Federal (MPF) em eleição interna. Os indicados eram os subprocuradores Luiza Frischeisen, Mario Bonsaglia e Nicolao Dino. A lista do MPF não tem força legal e não precisa ser seguida pelo presidente da República na indicação, mas era uma prática que vinha sendo adotada pelos antecessores de Bolsonaro.





Por: Agência Brasil

Outras notícias

Comentários