anuncie aqui vermelho
Notícias recentes
Pedreiro é executado a tiros em Peixoto e policiais fazem busca por suspeito

Pedreiro é executado a tiros em Peixoto e policiais fazem busca por suspeito

access_time11/09/2021 16:50

A Polícia Militar confirmou que um homem foi executado com 3 tiros (um deles na nuca), no bairro Mãe

Vazamentos e 'gatos' fazem 8 estados perderem metade ou mais da água que produzem, diz estudo

Vazamentos e 'gatos' fazem 8 estados perderem metade ou mais da água que produzem, diz estudo

access_time05/06/2019 07:53

Oito estados do país perdem metade ou mais da água que produzem com problemas de vazamentos, ligaçõe

Advogada que filmava discussão é agredida com socos dentro de fórum; veja vídeo

Advogada que filmava discussão é agredida com socos dentro de fórum; veja vídeo

access_time18/10/2018 08:08

O advogado João Alcir Rodrigues de Vargas foi detido pela acusação de agredir a colega Flaviane Rama

Primeira-dama de Cuiabá faz acordo com MPE por improbidade após uso de carro oficial para ir a clínica de estética

Primeira-dama de Cuiabá faz acordo com MPE por improbidade após uso de carro oficial para ir a clínica de estética

Márcia Pinheiro usou veículo em março para ir a estabelecimento no bairro Duque de Caxias. Na ocasião, o automóvel foi roubado

access_time14/09/2021 10:41

A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, fez um acordo com o Ministério Público do Estado e vai pagar multa de R$ 2.424,39 por ter usado um carro oficial da prefeitura para ir a uma clínica de estética, em março deste ano, na capital. O MPE considerou o ocorrido como ato de improbidade administrativa que causa enriquecimento ilícito e atenta contra os princípios da administração pública.

Procurada, a assessoria da primeira-dama disse que não vai se manifestar sobre o assunto.

O caso ocorreu no dia 11 de março de 2021. Márcia estava em uma Toyota Hilux que foi roubada no momento em que ela chegava a uma clinica de estética no bairro Duque de Caxias. Depois do ocorrido, o Ministério Público começou a investigar o uso de veículo oficial pela primeira-dama sem a permissão normativa e supostamente de forma indevida.

Na ocasião, a primeira-dama disse que foi ao local para fechar uma parceria para um projeto social do qual era coordenadora e que depois iria pra a Secretaria Municipal de Saúde. Porém, uma funcionária da clínica informou que Márcia estava ali para compromisso particular.

O Acordo de Não Persecução Cível foi firmado no dia 26 de julho com a 9ª Promotoria de Justiça Cível de Cuiabá, representada pelo promotor Marcos Regenold. O documento, ao qual o G1 teve acesso nesta terça-feira (14), é sigiloso.

O acordo prevê devolução de valores e a primeira-dama se comprometeu a pagar meia diária de carro alugado e mais 1/3 de tanque de combustível de 55 litros, somando R$ 224,39, e multa de dois salários-mínimos (totalizando R$ 2.200): pela conduta contra os princípios da administração pública e conforme consta da Resolução 808/2020 do MPE-MT sobre parâmetros a serem observados para a celebração desse tipo de acordo .





Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários