Kurupí
Notícias recentes
Japão, China e Coreia do Sul debatem acordo de livre comércio

Japão, China e Coreia do Sul debatem acordo de livre comércio

access_time09/04/2019 08:27

Autoridades de Japão, da China e Coreia do Sul têm se reunido para debater um acordo de livre comérc

Campanha de vacinação contra gripe será prorrogada, diz ministro

Campanha de vacinação contra gripe será prorrogada, diz ministro

access_time29/05/2019 08:41

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse hoje (27) que a Campanha da Vacinação contra a Gr

Carreta carregada de milho tombou na BR-163 em Guarantã do Norte

Carreta carregada de milho tombou na BR-163 em Guarantã do Norte

access_time24/08/2018 18:16

Acidente foi registrado na manhã desta sexta-feira (24), nas proximidades do Frigorífico Redentor na

Primeira-ministra britânica anuncia renúncia
Reuters/Toby Melville/Direitos Reservados

Primeira-ministra britânica anuncia renúncia

access_time24/05/2019 09:28

A primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou nesta sexta-feira (24) que vai deixar, no dia 7 de junho, a liderança do Partido Conservador e que o processo de escolha de um novo líder vai começar na próxima semana.

"Continuarei a servir como primeira-ministra até que o processo esteja concluído", disse Theresa May, em entrevista em sua residência oficial.

Ela argumentou que é dever dos políticos "implementar o que [o povo] decidiu",  referindo-se ao Brexit, aprovado há três anos. “Fiz tudo o que podia para convencer os deputados a apoiar o acordo de saída. Infelizmente, não consegui. É agora claro para mim que é do interesse do país que seja um novo primeiro-ministro a liderar esse esforço. Por isso, anuncio que irei me demitir do cargo de líder do Partido Conservador na sexta-feira, 7 de junho”, concluiu a primeira-ministra”.

“Será sempre uma matéria de grande arrependimento que não tenha conseguido cumprir o Brexit. Será função do meu sucessor procurar um caminho que honre o resultado do referendo. Para ser bem-sucedido, ele ou ela terá de encontrar um consenso no Parlamento, que eu não consegui. Esse consenso só pode ser atingido se ambas as partes em debate estiverem disponíveis para o compromisso”, afirmou May.

Visivelmente emocionada, ela acrescentou que foi a maior honra de sua vida vida ter sido a segunda mulher primeira-ministra no Reino Unido, “mas, certamente, não a última”, e ter servido ao país que ama.





Por: RTP (emissora pública de televisão de Portugal)

Outras notícias

Comentários