anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Propina de R$ 18 milhões: entenda porque o contrato do VLT foi rescindido e não há como retomar obra

Propina de R$ 18 milhões: entenda porque o contrato do VLT foi rescindido e não há como retomar obra

access_time16/03/2023 13:20

O Procurador Geral do Estado, Francisco Lopes, declarou que não há possibilidade de o governo do Est

Moraes quebra sigilo de imagens do 8 de janeiro e manda PF ouvir agentes do GSI

Moraes quebra sigilo de imagens do 8 de janeiro e manda PF ouvir agentes do GSI

access_time21/04/2023 17:44

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a quebra do sigilo das

Estado condena e multa 5 empresas em R$ 72 milhões por propina no governo Silval Barbosa

Estado condena e multa 5 empresas em R$ 72 milhões por propina no governo Silval Barbosa

access_time04/08/2023 06:46

A Controladoria Geral do Estado de Mato Grosso (CGE) e a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) con

Programa Vigia Mais MT distribui 6.150 câmeras a 95 municípios mato-grossenses
Marcos Vergueiro/ Secom-MT

Programa Vigia Mais MT distribui 6.150 câmeras a 95 municípios mato-grossenses

As câmeras são instaladas nas áreas externas das instituições e em vias públicas

access_time26/08/2023 09:27

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) já entregou 6.150 câmeras de videomonitoramento do Programa Vigia Mais MT a 95 municípios de Mato Grosso. Os equipamentos vêm acompanhados de nobreak, armários e switch. Em todo estado serão distribuídas 15 mil câmeras entre fixas, speed domes e OCRs (que permitem a leitura de placas de veículos). O investimento aproximado é de R$ 30 milhões. 

O processo de instalação do aparato tecnológico já começou e os municípios de Salto do Céu e Tesouro (371 e 379 km de Cuiabá, respectivamente), estão 100% monitorados pelas câmeras do programa. As imagens captadas podem ser acompanhadas em tempo real pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) e também via aplicativo de celular. 

Dos 141 municípios mato-grossenses, 110 se habilitaram e outros estão em fase de adesão. O único custo das prefeituras e dos entes privados é a instalação e manutenção dos equipamentos. Em Cuiabá, foram investidos R$ 5,6 milhões para a implantação de 3.932 câmeras.

Por meio de um termo de cooperação, a Sesp forneceu os equipamentos à Secretaria de Estado e Infraestrutura e Logística (Sinfra) para monitoramento de obras e à Secretaria de Educação (Seduc) para segurança e proteção da comunidade escolar. O grupo Amaggi, Bom Futuro, o Mercado do Porto e Shopping Popular também aderiram ao programa da Segurança Pública para receber os dispositivos.  

O superintendente do Ciosp, delegado Cláudio Álvares, ressaltou que as câmeras são instaladas nas áreas externas das instituições e logradouros públicos para intensificar a vigilância e inibir ações criminosas como furtos e roubos. Ele destaca que o Shopping Popular foi o primeiro estabelecimento de Cuiabá a concluir a implementação dos dispositivos.

“Seguindo a Lei nº 11.766, todas as  câmeras são voltadas para o logradouro público para atender os interesses da população e não de propriedades particulares. Um exemplo disso é o Shopping Popular que concluiu a instalação recentemente e já se integrou ao sistema do Ciosp. As câmeras são grandes aliadas das forças de segurança pública no combate à criminalidade”, destacou. 

O programa Vigia Mais MT foi lançado pelo governador Mauro Mendes e pelo secretário de Segurança Pública coronel César Augusto Roveri, em março deste ano. Os critérios para a definição do número de câmeras destinadas a cada município levam em conta a população, renda per capita e os índices criminais.

Podem se habilitar ao programa entes públicos, privados, pessoas físicas, jurídicas, órgãos, entidades, conselhos, associações comerciais da administração pública federal, estadual e municipal, além de consórcios públicos intermunicipais. 





Por: Fabiana Mendes | Sesp

Outras notícias

Comentários