anuncie aqui 596-81
Notícias recentes
Guarantã: Homem com mandado de prisão em aberto é preso durante operação da Polícia Militar

Guarantã: Homem com mandado de prisão em aberto é preso durante operação da Polícia Militar

access_time18/10/2023 08:39

A prisão de um homem de 32 anos foi realizada na tarde desta terça-feira, 17 de outubro, por volta d

Banda brasileira sobrevive após tornado atingir local de show nos EUA; vídeo impressiona

Banda brasileira sobrevive após tornado atingir local de show nos EUA; vídeo impressiona

access_time01/04/2023 15:58

A banda de heavy metal brasileira Crypta conseguiu sair com vida após o telhado do Apollo Theater, e

Aumento no preço das passagens aéreas puxa prévia da inflação para 0,21% em outubro

Aumento no preço das passagens aéreas puxa prévia da inflação para 0,21% em outubro

access_time26/10/2023 09:46

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), divulgado nesta quinta-feira, 26, pelo

Projeto que permite mineração em reservas ambientais deve ser votado até o fim do mês, diz Janaina
Deputada retirou projeto de pauta nessa terça-feira (14).
Foto por: ANGELO VARELA / ALMT

Projeto que permite mineração em reservas ambientais deve ser votado até o fim do mês, diz Janaina

Para deputada, parlamentares precisam se aprofundar nas discussões sobre o tema

access_time15/11/2023 12:46

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) retirou de pauta projeto de lei complementar que abre a possibilidade de atividades de mineração serem realizadas em áreas de preservação ambiental no Estado. Segundo a deputada, não houve consenso entre os deputados na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e uma audiência pública deve ser realizada para tratar do assunto.

“O deputado Júlio Campos, que é presidente da CCJ, retirou o projeto de pauta, e está sugerindo uma audiência pública”, disse Janaína em conversa com jornalistas na manhã desta terça-feira (14).

Segundo a parlamentar, há um acordo prevendo a votação da matéria até o fim deste mês de novembro.

“Ontem eu falei com o deputado Avallone, até comentei com ele que cabe uma urgência, cabe uma dispensa. Mas o deputado Avallone disse para mim que não tem tanta pressa, que se for aprovado até o final do mês é o suficiente. E eu acredito que é isso que vai acontecer”, acrescentou.

Para Janaína, o assunto é complexo e precisa ser bem compreendido pelos parlamentares estaduais.

“A reserva legal é um assunto complexo. A reserva legal que ele trata não é um reserva que tenha rio, não é uma APP, não é uma área que precise de preservação permanente. A reserva legal nada mais é do que um pedaço da área que ele obrigatoriamente, pelo código florestal, dependendo de qual é a bacia, ele tem a obrigação de manter ela intacta”, explicou.

“Então, essa área que aqui em Mato Grosso pode ser de 80%, como é o caso da Floresta Amazônica, ela também pode ser em outros casos de 40%. Essa discussão é nesse percentual que deveria ser compensado numa propriedade diferente, porém na mesma bacia”, disse.

A deputada concluiu pontuando que a lei estadual não vai mudar o que já está instituído pelo Código Florestal e pela Lei da Bacia do Alto Paraguai, que já estão em vigor. “São legislações bem rígidas e especificas e isso não muda com a aprovação da reserva legal sendo compensada, que é o projeto do governo do estado”.





Por: APARECIDO CARMO DO REPÓRTER MT

Outras notícias

Comentários