Banner Outras
Notícias recentes
Mulher de ex-deputado federal depõe sobre acidente que matou criança e diz que não viu moto e fugiu por medo

Mulher de ex-deputado federal depõe sobre acidente que matou criança e diz que não viu moto e fugiu por medo

access_time15/08/2019 09:13

A mulher do ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRB-MT), Lidiane Campos, suspeita de ter atropelad

Bolsonaro e Macri se reúnem em Buenos Aires nesta quinta-feira

Bolsonaro e Macri se reúnem em Buenos Aires nesta quinta-feira

access_time06/06/2019 08:35

O presidente Jair Bolsonaro desembarca hoje (6) em Buenos Aires, na Argentina, em visita de Estado a

Príncipe Charles, de 71 anos, testa positivo para o novo coronavírus

Príncipe Charles, de 71 anos, testa positivo para o novo coronavírus

access_time25/03/2020 07:31

O príncipe Charles, do Reino Unido, testou positivo para o novo coronavírus, segundo a imprensa brit

Publicada portaria que reajusta em 4,48% benefícios do INSS
© Antonio Cruz/Agência Brasil

Publicada portaria que reajusta em 4,48% benefícios do INSS

Medida está no Diário Oficial desta terça-feira

access_time11/02/2020 09:45

Os benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) serão reajustados, em 4,48%. A decisão é retroativa a 1° de janeiro de 2020. Com isso, a partir de 1º de fevereiro, o salário de benefício e o salário de contribuição não poderão ser inferiores a R$ 1.045,00 nem superiores a R$ 6.101,06.

O reajuste atinge as pensões especiais pagas às vítimas da síndrome da talidomida, às pessoas atingidas pela hanseníase e aos benefícios de prestação continuada pagos pelo INSS correspondentes a aposentadorias, auxílio-doença e pensão por morte.

Portaria
A portaria que trata dos reajustes dos benefícios do INSS está publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (11).

Ela prevê ainda que o valor da cota do salário-família por filho ou equiparado de qualquer condição, até 14 anos de idade, ou inválido de qualquer idade, a partir de 1º de janeiro de 2020, é de R$ 48,62 para o segurado com remuneração mensal não superior a R$ 1.425,56.





Por: Agência Brasil - Brasília

Outras notícias

Comentários