Spigreen
Notícias recentes
Governo dá ordem de serviço para asfaltar 60 km na Região Norte do Estado

Governo dá ordem de serviço para asfaltar 60 km na Região Norte do Estado

access_time08/10/2020 07:56

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), deu or

Aconteceu em Peixoto de Azevedo o encontro Regional do Agosto Dourado

Aconteceu em Peixoto de Azevedo o encontro Regional do Agosto Dourado

access_time24/08/2018 18:03

O Escritório Regional de Saúde de Peixoto de Azevedo que compõe cinco municípios sendo eles, Terra N

Confira como foi a 3ª rodada do Campeonato Regional de Veteranos de Peixoto de Azevedo

Confira como foi a 3ª rodada do Campeonato Regional de Veteranos de Peixoto de Azevedo

access_time30/07/2018 12:39

Pela manhã a equipe de Sinop venceu de 3 a 1 a equipe Sport Clube de Terra Nova, com resultado a equ

Quadrilha presa por roubo de gado furtou 2 mil animais e causou prejuízo de R$ 3 milhões
Crimes de roubo e furto de gado já causaram prejuízo de mais de R$ 3 milhões em MT — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Quadrilha presa por roubo de gado furtou 2 mil animais e causou prejuízo de R$ 3 milhões

Vinte pessoas foram presas, entre elas um policial militar

access_time21/08/2020 09:08

Uma operação deflagrada pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (20) prendeu 20 pessoas envolvidas em crimes de roubos, furtos e receptação de gado em propriedades rurais da região metropolitana e interior do estado.

De acordo com a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá, a operação denominada ‘Mahyas’ suspendeu atividades comerciais em açougues que vendem carnes de animais de abatedouros clandestinos.

Conforme os levantamentos, a atuação da organização criminosa já causou prejuízo de mais de R$ 3 milhões para as vítimas.Foram mais de 2 mil animais furtados.

Os mandados referentes a crimes de organização criminosa, roubo majorado e furto qualificado são cumpridos nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Nossa Senhora do Livramento, Acorizal, Jangada, Barra do Bugres e Nova Mutum.

Entre os alvos está um policial militar da ativa. O cumprimento da ordem judicial contra ele é acompanhado pela Corregedoria da Polícia Militar.

A Corregedoria Geral da Polícia Militar informou que acompanhou a Polícia Civil no cumprimento do mandado de prisão preventiva em desfavor do policial militar em questão.

Informa ainda, que aguarda documentos e informações complementares da PJC para instauração de procedimento interno para apurar a conduta do militar.

Segundo a polícia, as investigações da Derf iniciaram há aproximadamente um ano, devido à complexidade dos trabalhos na zona rural.

Para praticar os crimes, o grupo rendia os moradores e funcionários, os mantendo em cárcere privado até realizarem a subtração dos animais, deixando a propriedade somente após o gado ser desembarcado no local em que ficaria escondido.

Atuação da organização criminosa já causou prejuízo de mais de R$ 3 milhões para as vítimas. Em alguns casos, segundo a polícia, os criminosos permaneceram mais de dois dias na propriedade, obrigando funcionários a preparar as refeições para eles. Durante as ações criminosas, eles também aproveitavam para subtrair tratores e equipamentos da propriedade.

Materiais apreendidos pela polícia durante as investigações — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Materiais apreendidos pela polícia durante as investigações — Foto: Polícia Civil/Divulgação




Por: G1 MT

Outras notícias

Comentários