Spigreen
Notícias recentes
Lista do Não me Perturbe já tem mais de 600 mil pessoas

Lista do Não me Perturbe já tem mais de 600 mil pessoas

access_time17/07/2019 07:56

O site Não me Perturbe  já teve 620 mil pessoas cadastradas no primeiro dia no ar. A iniciativa é da

Investimento em tecnologia deve aumentar produção de cana-de-açúcar em MT sem ampliar área plantada

Investimento em tecnologia deve aumentar produção de cana-de-açúcar em MT sem ampliar área plantada

access_time29/04/2019 08:15

Começou a colheita de cana-de-açúcar no oeste de Mato Grosso. Nesta safra, os produtores comemoram o

Palmeiras vence com 3 de Borja e faz a melhor campanha da Libertadores

Palmeiras vence com 3 de Borja e faz a melhor campanha da Libertadores

access_time17/05/2018 08:07

Depois de viver momentos de turbulência com a derrota no clássico diante do Corinthians, o Palmeiras

Quase todos os mortos em queda de avião eram cubanos, diz jornal oficial

Quase todos os mortos em queda de avião eram cubanos, diz jornal oficial

Emissora CubaTV fala em mais de cem mortos. Voo doméstico com 113 a bordo ia para Holguín; três mulheres foram resgatadas com vida

access_time19/05/2018 07:07

Um Boeing 737-200 caiu logo após decolar do Aeroporto Internacional José Martí, em Havana, nesta sexta-feira (18). Bombeiros e resgatistas trabalham no local. A emissora estatal CubaTV diz que há mais de cem mortos.

O presidente Miguel Díaz-Canel afirmou que havia 113 pessoas a bordo, entre passageiros e tripulação.

"Houve um acidente de aviação lamentável. De acordo com o pessoal da Cubana, há 104 passageiros e 9 tripulantes. As notícias não são muito promissoras, parece que há um grande número de vítimas", disse Díaz-Canel após chegar ao local do acidente.

Três sobreviventes foram resgatadas em estado crítico e estão no Hospital General Universitario Calixto García. Segundo o site Cuba Debate, elas seriam uma jovem que tem entre 18 e 25 anos, outra de cerca de 30 anos e Emiley Sánchez de la O., de 39 anos.

A CubaTV chegou a dizer que uma delas havia morrido em um hospital, mas depois negou a informação.

De acordo com o jornal "Granma", o voo DMJ 0972, que ia para Holguín, no leste do país, era da companhia Cubana de Aviación, mas a aeronave era arrendada de outra empresa, a mexicana Global. Ela caiu entre a localidade de Boyeros e a cidade de Santiago de Las Vegas, em uma área rural localizada a cerca de 20 km ao sul da capital, Havana.

O governo mexicano divulgou dados sobre o avião e a tripulação, composta por mexicanos. O avião era um Boeing B737-201 ADV, ano 1979, de matrícula XA-UHZ, da Aerolíneas Damojh (Global). O comandante era Jorge Luis Núñez Santos. Outros tripulantes eram Miguel Ángel Arreola Ramírez, María Daniela Ríos, Abigail Hernández García e Beatriz Limón.

A rede americana CNN noticia que uma enorme bola de fogo foi vista depois que o avião caiu. Relatos citados pela emissora também indicam que há uma espessa nuvem de fumaça visível ao redor do aeroporto, o principal do país.

A embaixada brasileira em Cuba informou que não há informações sobre brasileiros entre as vítimas. O Ministério das Relações Exteriores do Brasil enviou uma nota expressando sua solidariedade ao povo cubano e suas condolências às famílias das vítimas do acidente.

O ministério das Relações Exteriores da Argentina informou que há dois argentinos entre os mortos, mas não divulgou seus nomes.

A grande maioria das pessoas a bordo do avião era cubana. Segundo o "Granma", com exceção da tripulação e de uns cinco estrangeiros, todos os demais ocupantes da aeronave eram cidadãos cubanos.

O ex-presidente cubano e primeiro secretário do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba, Raúl Castro, se recupera de uma cirurgia de hérnia, mas enviou uma mensagem de condolência aos familiares das vítimas e disse estar acompanhando as notícias sobre o acidente.

O governo de Cuba decretou luto nacional até a noite de domingo.

Mensagens de solidariedade e condolência foram enviadas pelo rei da Espanha, Felipe VI, e pelos governos da Venezuela, México, Colômbia, Bolívia, Guatemala, Nicarágua, Chile e Canadá.





Por: G1

Outras notícias

Comentários