anuncie aqui
Notícias recentes
Ministro italiano agradece a Bolsonaro pela extradição de Battisti

Ministro italiano agradece a Bolsonaro pela extradição de Battisti

access_time14/01/2019 09:54

O ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, concedeu entrevista coletiva para detalhar a captu

Advogado é preso suspeito de entregar celular a reeducando em MT

Advogado é preso suspeito de entregar celular a reeducando em MT

access_time31/10/2018 08:31

Um advogado foi preso nesta terça-feira (30) no Centro de Ressocialização de Sorriso, suspeito de te

Adolescente de 15 anos morre baleado ao 'brincar' de roleta-russa em fazenda em MT

Adolescente de 15 anos morre baleado ao 'brincar' de roleta-russa em fazenda em MT

access_time08/06/2018 11:49

Um adolescente morreu no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC) depois que foi baleado na cabeça

Renato explode contra Conmebol e se diz
Renato Gaúcho criticou Conmebol e VAR em entrevista coletiva — Foto: Eduardo Moura

Renato explode contra Conmebol e se diz "p* da vida" com VAR: "O Grêmio foi roubado"

Técnico reclama de toque de mão de Borré no primeiro gol do River Plate em virada e eliminação na Arena

access_time31/10/2018 08:03

Renato Gaúcho gosta de salientar a cada entrevista coletiva que não reclama da arbitragem após as partidas. Mas o treinador do Grêmio "explodiu" com a Conmebol e o árbitro assistente de vídeo no início da madrugada desta quarta-feira, na sequência da eliminação em plena Arena para o River Plate na semifinal da Libertadores.

"O Grêmio foi roubado. Acho que o lance não tem dúvida. Será que era o Stevie Wonder (cantor cego) não veria?" (Renato Gaúcho)

Com termos como "p* da vida", "raiva", "humilhação", "desrespeito", entre outros, Renato afirmou que seu time foi "roubado" dentro de casa. Ele até tentou falar sobre a estratégia utilizada para a partida, o desenrolar dos 90 minutos, mas acabava retornando ao VAR. Segundo os gremistas, houve toque de mão de Borré no lance do gol de empate argentino sem revisão, o que aconteceu no pênalti de Bressan – neste caso, o Tricolor considerou justa a marcação da infração.

– O Grêmio só não está classificado por causa do VAR. Se funciona, eu estaria sorrindo, a torcida feliz, e o Grêmio na final da Libertadores. Estaria tudo certo. O Grêmio foi roubado. Acho que o lance não tem dúvida. Será que era o Stevie Wonder (cantor cego) não veria? Vendo o jogo naquela cabine, como o cara não vê, com aquele monte de câmera, que o jogador faz o gol com o braço? Será que ele vai dormir hoje por causa disso? Quem sabe até vai, porque não tem nada a ver com o Grêmio – disparou Renato Gaúcho.

Portaluppi também foi questionado sobre a presença do técnico do River, Marcelo Gallardo, no vestiário do time, no intervalo. Uma decisão da Conmebol suspendeu o treinador na noite de segunda-feira por ser reincidente em retardar o começo de jogos ou retornos para o segundo tempo. Ele preferiu deixar para a direção falar, mas voltou a criticar a entidade sul-americana.

– A diretoria sabe, é um motivo a mais. Mas quem fala é o presidente. É uma desmoralização da Conmebol. No mínimo, teriam que ter tirado o treinador do vestiário. Depois vocês perguntam como eles (River) mandaram a escalação. Junta tudo isso com a palhaçada do VAR, faz uma salada e vê no que vai dar. Amanhã, a Conmebol suspende o Gallardo por 100 dias, e o River está na final. Eu queria estar suspenso por 200 dias e na final. É uma humilhação da Conmebol, foi um desrespeito ao Grêmio – acrescentou o técnico gremista.

Com a derrota por 2 a 1, o Grêmio está fora da Libertadores. Agora, concentra as forças no Brasileirão. No sábado, às 17h, enfrenta o Atlético-MG no Horto, em Belo Horizonte. Atualmente, o time está em quinto com 52 pontos, 11 atrás do líder Palmeiras. O Galo é o sexto, com 46.





Por: Globo Esporte

Outras notícias

Comentários